Zito Rolim, prefeito de CodóZito Rolim, prefeito de Codó

Entre todos os valores absurdos que mostramos aqui no Blog, gastos por diversas prefeituras municipais maranhenses, este é de surpreender.

O município de Codó, distante a 219 km de São Luís, tem pouco mais de 100 mil habitantes e acreditem, anda desperdiçando uma boa grana, que ultrapassa a casa dos R$ 5,4 milhões, somente na aquisição de materiais de expedientes destinados as diversas secretarias municipais. Incrível, haja material!

Duas empresas foram contratadas para receber esses valores, da Prefeitura Municipal de Codó, do Fundo de Assistência Social e do Fundo de Assistência à Saúde: Camilla A. Figueiredo e R.B. Portela Rego & Cia Ltda. Cada uma recebe respectivamente: R$ 2.459.028,21 (Dois milhões, quatrocentos e cinquenta e nove mil, vinte e oito reais e vinte e um centavos) e R$ 2.949.207,22 (Dois milhões, novecentos e quarenta e nove mil, duzentos e sete reais e vinte e dois centavos).

Enquanto tudo isso é gasto em materiais para as secretarias, as escolas públicas municipais estão à míngua, sem nenhuma estrutura e condições de funcionar, e entre as piores do país, como já mostramos nesta reportagem do Portal TopC. (clique aqui).

Garis trabalhando sem nenhum equipamento de proteçãoGaris trabalhando sem nenhum equipamento de proteção

Outro grave problema do município é como é feita a limpeza pública. Na foto ao lado o coletor da esquerda estava com um corte no pé  e não utilizava nenhum tipo de EPI (Equipamento de Proteção Individual) para realizar o seu trabalho. Um absurdo!

Tudo isso vem sendo cobrado do prefeito Zito Rolim (PV), que já teve mandato cassado várias vezes na justiça, e mesmo considerado ‘ficha-suja’ consegue absolvição. Na semana passada os magistrados do Tribunal Regional Eleitoral entenderam que não há provas de que houve um crime eleitoral por abuso de poder político e econômico.

Abaixo as publicações do Diário Oficial do Estado do Maranhão do dia 26 de Maio de 2014, que totalizam a quantia de R$ 5.408.235,43 (Cinco milhões, quatrocentos e oito mil, duzentos e trinta e cinco reais e quarenta e três centavos). Veja!

codó 1

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.