Durante sessão ordinária desta quarta-feira (25), o Plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão prestou um minuto de silêncio em memória do policial militar Wanderson Monteiro, assassinado após reagir a um assalto a uma loja de celulares onde trabalhava como vigilante, em Imperatriz. O minuto de silêncio foi um pedido do deputado Wellington do Curso (PSDB), em solidariedade à família enlutada, pedindo a Deus que a conforte neste momento de dor.

Durante o ato que lhe ceifou a vida, o PM teria percebido apenas um dos assaltantes, quando um segundo bandido surgiu e o atingiu com um tiro na cabeça. Para o delegado Praxíteles Martins, dois homens participaram do assalto dentro da loja. E um terceiro que aguardava do lado de fora foi identificado como Pedro Brito e foi morto em confronto com a polícia, na segunda-feira (23), mesmo dia do crime.

Em nota, o Comando da Polícia Militar do Maranhão lamentou a morte do PM e se solidarizou com os familiares:

“Apesar do pouco tempo na corporação demostrou ser um militar amigo e aplicado no desempenho das diversas funções que exercia, principalmente na missão de servir e proteger o próximo e a sociedade em geral. Em nome de seus oficiais, praças e funcionários civis a PMMA estende seu pesar e solidariedade à família do policial Monteiro, neste momento de dor e tristeza extrema”, diz um trecho da nota.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.