Um juiz de Direito metido a escritor e que profere sentenças absurdas e ridículas acabou se envolvendo em um caso escandaloso que envolve mais de R$ 1 milhão e, por isso, deve ser afastado para não voltar mais ao cargo.

O magistrado é conhecido por participar de vendas de sentenças e outras negociatas. Aguardem a inspeção do Conselho Nacional de Justiça que estará no Tribunal de Justiça e no Fórum de Justiça em São Luís nos próximos dias.

Evidentemente que esse comportamento não atinge a maioria dos membros do Judiciário, mas compromete o nome do Egrégio Tribunal, onde existem sérios, honestos e competentes membros.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.