O presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Maranhão, desembargador Cleones Cunha, cassou liminar da Comarca de Bom Jardim que afastou o prefeito  Francisco Alves de Araujo (foto), do PSDB,  do cargo por comandar uma máfia que se utilizava de notas de combustíveis para aliados político e cabos eleitorais, além da compra por dinheiro de apoio de vereadores.

O afastamento do médico durou pouco tempo e na decisão o presidente do TJ, Cleones Cunha, alegou que se deve analisar a lesão aos valores legalmente tutelados e se colocou contra decisões que interfiram no Poder Executivo por entender que podem prejudicar a população, que sofre com as contantes trocas de gestores, conforme seu entendimento.

Ora, se o gestor comete atos de corrupção ou se impõe pela práticas ou atitudes ilícitas, é dever de qualquer magistrado impedir que a população seja lesada e o erário continue sendo dilapidado.

A decisão da Comarca de Bom Jardim determinou o bloqueio de sete vereadores e o secretário municipal de Administração, Ayrton Alves de Araujo, que é irmão do prefeito Araújo,  que vinha surrupiando os cofres daquele município e agora poderá voltar a fazê-lo.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.