Banco do Brasil

A Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), braço sindical da Febraban, disse nesta quinta-feira (24) que a automatização dos serviços bancários reduz os transtornos causados aos clientes pela greve bancária.

Nesta quinta, a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) anunciou greve dos bancários de todo o país por tempo indeterminado. Em São Paulo e no Rio, no entanto, apenas parte das agências mantiveram as portas fechadas nesta quinta. A Contraf ainda não tem balanço oficial sobre as adesões à paralisação.

Em comunicado, a entidade destaca que, em caso de agências fechadas, a maioria das transações bancárias pode ser realizada por telefone, internet, caixas eletrônicos e correspondentes não bancários (como agências lotéricas, por exemplo, que aceitam o pagamento de contas).

De acordo com a entidade, apenas 29% dos depósitos bancários foram realizados nos caixas das agências em 2008; da mesma forma, 12% dos saques com cartão foram realizados nas agências (veja tabela).

Alguns serviços, no entanto, requerem presença do cliente na agência bancária, como saque com cheque e pagamento de boleto vencido.

Tabela

Durante a greve, grande parte dos caixas eletrônicos funciona normalmente. O auto-atendimento está fechado, no entanto, em alguns casos nos quais os caixas eletrônicos são interligados à agência.

De acordo com a Fenaban, operações em caixas bancários responderam apenas por 13% dos 44 bilhões de transações bancárias em 2008.

A grande maioria das transações, 66%, foi realizada por meio dos caixas eletrônicos de auto-atendimento (43%) e internet banking (23%).

Com informações do G1

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.