Marcado para hoje, no período da tarde, em Imperatriz, não aconteceu o encontro político para formação de uma nova Frente de Libertação do Maranhão.
Assim que tomou conhecimento da desmotivação de prefeitos, deputados e outros aliados políticos da região Tocantina, o novo líder do grupo, ex-governador José Reinaldo Tavares, adiou a reunião, sem data marcada.
A reação contrária à formação de um grupo de resistência ao governo de Roseana Sarney começou desde o primeiro encontro para criar a frentona.
Líderes do PDT não aceitam a exclusão do nome do ex-governador Jackson Lago do comando do grupo e da disputa pelo cargo de governador em 2010.
Já as lideranças do PSDB batem cabeça e imaginam em atrelar um nome do partido ao presidenciável José Serra. Querem alguém do ninho tucano na disputa.
No PSB os rumos apontam para o nome de Flavío Dino. Como fica distante o consenso entre os partidos, o grupo começa a esvaziar.
Além disso, é visível o mal-estar dos prefeitos abrigados nas siglas que estiveram aliadas a gestão anterior. Boa parte prefere apoiar a governadora Roseana Sarney, apesar da orientação contrária das lideranças.
Um encontro marcado para a cidade de Pinheiro também deve ser adiado.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.