Desde que foi denunciada por venda ilegal de veículos da Volkswagem, a Euromar passou a contabilizar prejuízos.
Primeiro para pagar bancas de advogados para se defender contras as ações do Detran e da própria Justiça que impediram o emplacamento dos veículos irregulares.
Segundo com a queda no volume de vendas. O dono da Euromar, Alessandro Martins, que vendia mais que o dobro das concorrentes, assiste o setor comercial emagrecer.
Por essa razão é obrigado a fechar algumas lojas e demitir pessoal. Aí vem as indenizações trabalhistas. Outro prejuízo.
As lojas do Vinhais e do Calhau, a última próxima do Comando da Polícia Militar, estão paradas. A primeira já fechou os cadeados.
Alessandro Martins tem sido aconselhado a vender a concessionária Euromar e encarar outro negócio. De preferência fora do Maranhão.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.