O superintendente da Seic, delegado Carlos Alessandro, explicou que o grupo agia clonando número de chip celular e utilizava um aplicativo de mensagens de texto se passando pelo dono do aparelho.

A quadrilha fez diversas vítimas em várias cidades do Maranhão, abrangendo pessoas ligadas a alguns políticos, tentando ter acesso a recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb, de determinados municípios.

O bando identificado como Diego Silva Fernandes, 34 anos; José Jorge Xavier Alves, 28 anos; Lottas Mateus Ribeiro Caldas, 23 anos; Hallen Devid Cosmo do Nascimento, 28 anos; Bruno Nascimento Alves de Morais, 27 anos; Marcos Aurélio Santos Freitas Filho, 29 anos; Marcia Sabastiana Sousa de Jesus, 47 anos e Anielle Raina Barreto Granjeiro, 37 anos foram autuados pelos crimes de estelionato e associação criminosa.

Vale ressaltar que Hallen Devid, no ano de 2018 havia sido preso pela SEIC devido a prática da mesma modalidade deste crime, mais, estava solto usufruindo do benefício da liberdade provisória.

Líder do grupo que aplicou golpes em deputados, levou R$ 70 mil de Adriano Sarney

Policia Federal e SEIC prendem em São Luís o chefe da quadrilha que aplicou golpes em sete deputados maranhenses

Sete deputados no Maranhão são vítimas de golpes do falso empréstimo por contas bancarias

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.