Usando o nome da colunista social Madalena Nobre, bandidos tentam aplicar golpes

    Usando um número completamente diferente do que é de propriedade da colunista social, Madalena Nobre, bandidos estão tentando aplicar golpes, pedindo dinheiro e informando conta para depósito que não é da jornalista.

    O caso já está sendo investigado pela polícia e os autores serão conhecidos em breve. Veja abaixo uma tentativa:  

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Bandidos usam falso perfil do Golden Shopping Calhau no Instagram para aplicar golpes

    Por O Estado

    Criminosos estão usando um falso perfil do Golden Shopping Calhau no Instagram para aplicar golpes em internautas incautos em São Luís. Aproveitando-se da exposição excessiva comum a muitos adeptos da rede social e do consumismo desenfreado, o bando identifica as potenciais vítimas e passa a abordá-las com insistência, solicitando dados pessoais a pretexto de contemplá-las em uma suposta ação promocional.

    Perfil falso do Golden Shopping Calhau no Instagram usado pelos criminosos para aplicar os golpes tem apenas 33 publicações e 205 seguidores, números que estão fora da realidade desse tipo de negócio

    O crime virtual se dá da seguinte forma: utilizando a conta falsa do Golden Shopping Calhau no Instagram, o golpista torna-se seguidor da vítima escolhida e entra em contato, via caixa de diálogo (direct), oferecendo descontos em compras em lojas do empreendimento. Uma vez despertado o interesse na oferta, o fraudador solicita ao “contemplado” um número de telefone celular, com o DDD, e pergunta a região onde a pessoa mora. Uma vez fornecido o número, o golpista informa que enviará uma mensagem de SMS com um código formado por algarismos que seria o protocolo para validação dos descontos.

    Conta oficial do empreendimento no Instagram tem 70,6 mil seguidores, o que reforça sua autenticidade

    É nesse exato momento que a fraude é consumada. Caso a vítima siga a última instrução, terá seu número de WhatsApp clonado e amargará os transtornos comuns a esse tipo de golpe. Se o diálogo via direct não for suficiente para convencer a presa a validar o código, o golpista liga para o celular informado fingindo ser um operador de telemarketing, usando linguagem típica dessa atividade, demonstrando que tudo é muito bem arquitetado.

    Ao que parece, trata-se de uma fraude nova, pelo menos no que se refere à conta do Instagram falsificada.

    Mensagem do WhatsApp informando que a conta da vítima no aplicativo será registrada em um novo celular (o do golpista)

    A propósito, o número de telefone utilizado pelos golpistas para ligar para as vítimas que não caem de imediato no golpe é o 11 96837-6988, de São Paulo, conforme mostra o DDD de origem da chamada, o que indica que a quadrilha tem atuação nacional.

    Cabe agora às autoridades de segurança pública, sobretudo aos departamentos policiais que atuam no combate aos crimes tecnológicos, identificar e prender os envolvidos.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Polícia Civil do Maranhão cumpre mandados de busca e apreensão na cidade de São Luis

    A Polícia Civil do Estado do Maranhão, através da Superintendência Estadual de Investigações Criminais – SEIC (Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos – DCCT), cumpriu ontem (27), dois mandados de busca e apreensão em um Condominio situado no bairro Turu, nesta cidade, nos apartamentos de dois suspeitos de estarem praticando fraude financeira em uma conceituada escola particular na capital maranhense.

    O DCCT iniciou as investigações há alguns meses com finalidade de apurar e identificar fraudadores de boletos de pagamentos de mensalidades de alunos da instituição. O modus operandi funcionava da seguinte forma: o fraudado entrava em contato com pais de alunos que pagavam as mensalidades através de boletos bancários, oferecia o “serviço” com um preço abaixo do real da mensalidade, e posteriormente invadia o sistema de pagamentos da escola e dava baixo nos boletos.

    Na residência do investigado, que é funcionário da escola e principal investigado da prática delituosa em questão, diversos objetos eletroeletrônicos foram apreendidos, assim como aparelhos de celulares e modens de internet. Avalia-se até agora que pelo menos há dois anos o mesmo já estava realizando esta modalidade criminosa na escola a qual atualmente gira em torno de 95.000,00 reais de prejuízo para a instituição de ensino.

    As investigações seguem para identificar se o acusado realizava o delito financeiro com participação de mais pessoas ou sozinho, e após análise e perícia de todo material apreendido, o procedimento policial será arremetido para a Central de Inquéritos, na pessoa do Juiz Dr. Francisco Ferreira de Lima, da Central de Inquéritos e Custodia da Comarca da ilha de São Luís, responsável pela expedição dos referidos mandados.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Estelionatário é preso após aplicar golpes em alunos de faculdade em São Luís

    Neto Ferreira

    Raphael Kennerson de Oliveira Silva foi preso acusado de aplicar golpes em alunos oferecendo descontos em mensalidades de uma faculdade de São Luís.

    Segundo informações policiais, o acusado é integrante de uma quadrilha de estelionatários, que se passavam por responsáveis pelo setor financeiro de uma determinada Faculdade de Ensino Superior desta cidade, oferecendo descontos nas mensalidades dos alunos, que depositavam e transferiam valores para o referido bando.

    O bando chegou a criar um perfil no Instagram oferecendo esses serviços de descontos e abonação de mensalidades, assim como também criaram até um site falso como se fosse de fato da Faculdade em questão.

    As investigações contra essa quadrilha continuam a fim de identificar e localizar os demais compassas de Raphael.

    O estelionatário foi encaminhado para a sede da Superintendência Estadual de Investigações Criminais, em seguida foi recambiado para o Complexo Penitenciário de Pedrinha , onde ficará à disposição da Justiça.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Paulinha Lobão denuncia que seu nome e imagem estão sendo usados para aplicar golpes

    Blog do Diego Emir

    A apresentadora e diretora-presidente da Rádio Nova FM, Paulinha Lobão, informa que estão utilizando a sua imagem e reputação para pedirem dinheiro em seu nome através de um outro contato.

    A apresentadora repudia este tipo de ato e declara que quaisquer pedidos de dinheiro, transferências bancárias em nome de Paulinha Lobão, são falsas e devem ser comunicadas e denunciadas para que o autor seja responsabilizado e punido.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Mais um deputado tem celular clonado no Maranhão

    Depois de Adriano Sarney, o ex-deputado Rogério Cafeteira, Eduardo Braide, e Josimar do Maranhãozinho e mais uns outros oito parlamentares, agora foi a vez do deputado Carlinhos Florêncio que também já informou através das redes sociais que teve seu celular clonado.

    O parlamentar, que é da cidade de Bacabal, pede para que ninguém realize crédito em sua conta. Os bandidos se passam pelo dono do aparelho e pedem que seja debitada quantias que variam entre R$ 5 mil a R$ 10 mil em razão do excesso do limite diário.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Golpistas tentaram arrancar dinheiro de pessoas usando nomes de Josimar e Eduardo Braide

    Dois deputados federais do Maranhão tiveram contas bloqueadas e golpistas tentaram arrancar dinheiro de amigos dos parlamentares. O golpe consiste no pedido de transferências por causa do limite das vítimas que teria supostamente excedido e geralmente variam entre R$ 10 mil a R$ 5 mil. 

    Ao contrário de outros parlamentares, no caso dos dois federais os bandidos não lograram êxito. Veja abaixo trechos printados de conversas entre golpistas e amigos do deputado Josimar do Maranhãozinho:

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Presos dois homens tentando aplicar golpe em deputado dentro da Assembleia

    Dois homens foram presos, na tarde nesta terça-feira (15), por tentativa de estelionato contra o deputado Roberto Costa (MDB). Um dos envolvidos, o mototaxista Nelson Gabriel da Silva Filho, foi detido dentro das dependências da Assembleia, e o outro, Adeildo Lima dos Santos, fora das instalações da Casa. De acordo com o Gabinete Militar da Alema, um deles estaria solicitando dinheiro em nome de um padre que responderia pela Paróquia do Cohatrac, o que gerou desconfiança entre os assessores do parlamentar, que acionaram a segurança da Casa.

    Nelson Gabriel e Adeildo Lima foram presos e autuados no 4º DP do Vinhais, por tentativa de estelionato. | JR Lisboa

    Segundo o major Jocenildo Silva de Sousa, do Gabinete Militar da Assembleia, o mototaxista Nelson Gabriel da Silva Filho, morador da Estiva, na zona rural de São Luís, estaria conduzindo a moto que ficou no estacionamento da Alema. “Segundo investigação preliminar, ele teria sido orientado pelo comparsa, Adeildo Lima, que ficou do lado de fora da Assembleia, enquanto ele tratava com os assessores do parlamentar”, esclareceu o militar.
    Adeildo Lima dos Santos, morador do Coqueiro, também zona rural de São Luís, foi preso na Central de Abastecimento (Ceasa), quando tentava fugir ao ver a chegada da viatura militar.

    Os dois homens foram detidos e conduzidos pela Polícia Militar para a 4ª Delegacia da Polícia Civil, no bairro do Vinhais, onde prestaram depoimento. Segundo o delegado Márcio Fábio Dominice, os dois teriam tentado aplicar o mesmo golpe em um magistrado, recentemente, no Fórum de São Luís.

    Versão do mototaxista

    De acordo com o delegado, Adeildo é que se passava pelo padre da Paróquia do Cohatrac, conforme versão contada na delegacia pelo Nelson Gabriel. “O Adeildo me chamou para fazer uma corrida. Eu busquei ele em sua residência. Quando chegou à Assembleia, ele pediu para eu pegar esse dinheiro, que é a encomenda do padre, dizendo que não poderia entrar porque não estava vestido com calça. Aí eu fui lá e ele ficou me esperando fora”, contou o mototaxista, em seu depoimento à polícia.
    Adeildo Lima confessou que tinha tentado obter dinheiro em nome do padre, mas que não se passou por ele. “Dessa vez, eu errei. Eu pedi para ele pegar um dinheiro em nome do padre, mas não passei pelo padre. Disse que eu era secretário do padre”, assinalou.

    “Eles serão autuados, aqui no 4º DP do Vinhais, por tentativa de estelionato. Posteriormente, vamos contatar com o delegado do 9º DP e fazer a conexão com as investigações para que eles respondam pelos dois supostos estelionatos em concurso material”, afirmou o delgado Márcio Dominice.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Preso grupo que aplicava golpes em prefeitos, deputados e empresários no Maranhão

    O superintendente da Seic, delegado Carlos Alessandro, explicou que o grupo agia clonando número de chip celular e utilizava um aplicativo de mensagens de texto se passando pelo dono do aparelho.

    A quadrilha fez diversas vítimas em várias cidades do Maranhão, abrangendo pessoas ligadas a alguns políticos, tentando ter acesso a recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação – Fundeb, de determinados municípios.

    O bando identificado como Diego Silva Fernandes, 34 anos; José Jorge Xavier Alves, 28 anos; Lottas Mateus Ribeiro Caldas, 23 anos; Hallen Devid Cosmo do Nascimento, 28 anos; Bruno Nascimento Alves de Morais, 27 anos; Marcos Aurélio Santos Freitas Filho, 29 anos; Marcia Sabastiana Sousa de Jesus, 47 anos e Anielle Raina Barreto Granjeiro, 37 anos foram autuados pelos crimes de estelionato e associação criminosa.

    Vale ressaltar que Hallen Devid, no ano de 2018 havia sido preso pela SEIC devido a prática da mesma modalidade deste crime, mais, estava solto usufruindo do benefício da liberdade provisória.

    Líder do grupo que aplicou golpes em deputados, levou R$ 70 mil de Adriano Sarney

    Policia Federal e SEIC prendem em São Luís o chefe da quadrilha que aplicou golpes em sete deputados maranhenses

    Sete deputados no Maranhão são vítimas de golpes do falso empréstimo por contas bancarias

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Mais de 560 mil pessoas caíram no golpe do material escolar de graça

    Notícias R7

    Vítimas acessaram um link falso enviado por criminosos pelo WhatsApp e também pelo Messenger para roubar dados pessoais

    Mais de 560 mil pessoas já foram atraídas pela campanha maliciosa que promete brindes de produtos da Faber-Castell. O WhatsApp e o Messenger, do Facebook foram utilizados para disseminar o golpe que pode roubar dados pessoais ou instalar vírus.

    Os cibercriminosos estão aproveitando o período de compras de material escolar para atrair as vítimas. Nos primeiros dias de circulação da campanha, mais de 70 mil acessos foram registrados ao link malicioso. Do dia 03 de janeiro até a última segunda-feira (7), mais de 568 mil pessoas acessaram o site malicioso, segundo o monitoramento da Kaspersky, empresa especializada em segurança digital.

    Ao clicar no link, o usuário é orientado a compartilhar a mensagem recebida com cinco amigos no WhatsApp para liberar o prêmio. Logo na primeira página exibida o usuário precisa informar número de telefones, e-mail e endereço. Tais dados podem ajudar os criminosos a cometerem mais fraudes futuramente.

    Na sequência, se o sistema operacional do celular for iOS, ocorrerá vários redirecionamentos e será oferecido a instalação de aplicativos legítimos e que o criminoso ganha dinheiro por cada instalação. Caso o usuário use Android, pode ser oferecida a instalação de um aplicativo malicioso ou somente o redirecionamento para uma página cheia de propagandas, que renderá lucros ao criminoso.

    Uma novidade do novo golpe é o uso do Facebook Messenger. Na página maliciosa foi inserida a opção de compartilhar o link por esse aplicativo, o que indica que os criminosos estão buscando diversificar as plataformas dos ataques. Dos mais de 568 mil acessos ao site malicioso, pouco mais de 950 vieram do link compartilhado via Facebook Messenger.

    Procurada pelo R7, a Faber-Castell enviou a seguinte nota de esclarecimento:

    A Faber-Castell não está realizando nenhuma ação promocional via canais de terceiros. Além disso, a companhia esclarece que quando realiza uma promoção a faz por meio de seus canais oficiais como sites e redes sociais.

    O jurídico da empresa já foi acionado e está avaliando possíveis providências.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Previna-se: veja como é feito o golpe pelo WhatsApp

    Ultimamente golpes estão sendo dados com a sua ajuda em aparelhos de celulares via o dispositivo de WhatsApp. Os bandidos violam seu aparelho e acabam até fazendo você a transferir dinheiro, levando o usuário a pensar que vai ajudar a um amigo ou parente.

    No Maranhão foram vítimas oito deputados, empresários e prefeitos. Em vários estados outros políticos também saíram perdendo. A quadrilha tem o núcleo principal em São Luís do Maranhão. Os bandidos foram presos, mas outros estão em liberdade e aplicando o golpe.

    Ouça abaixo nos áudios como funciona:

    Policia Federal e SEIC prendem em São Luís o chefe da quadrilha que aplicou golpes em sete deputados maranhenses

    Sete deputados no Maranhão são vítimas de golpes do falso empréstimo por contas bancarias

    Líder do grupo que aplicou golpes em deputados, levou R$ 70 mil de Adriano Sarney

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Líder do grupo que aplicou golpes em deputados, levou R$ 70 mil de Adriano Sarney

    Dono de Lava Jato e ex-morador do Barramar, Leonel Silva Pires Júnior, vem sendo investigado desde 2016 quando iniciou os primeiros golpes pela internet para ganhar dinheiro de forma perigosa. Agora, entre julho de 2017 a julho de 2018, ele liderou cinco comparsas que aplicaram os golpes em sete deputados maranhenses. Só com Adriano Sarney, filho do deputado federal Sarney Filho, Leonel embolsou R$ 70 mil. Ele foi preso hoje de manhã numa operação da SEIC e PF.

    Bastante conhecido nas baladas da capital, Leonel já namorou belas jovens da alta sociedade e ultimamente só morava em condomínios de alto padrão. Os negócios (golpes) estavam rendando um bom dinheiro e geralmente variavam entre R$ 10 a R$ 70 mil cada. Dos sete deputados sondados, apenas um escapou.

    O líder do governo, deputado Rogério Cafeteira, foi mais esperto. Do outro lado do aparelho, pelo WhatsApp, um colega seu de parlamento lhe pediu emprestado R$ 10 mil por causa do limite excedido e que desejava pagar uma conta no valor do dinheiro solicitado.

    Solícito, Cafeteira não se recusou em ajudar ao colega. Disse que faria a transferência, mas depois perguntou onde o parlamentar estava, que iria deixar o dinheiro em espécie no local. Na verdade, o falso parlamentar que havia clonado o aparelho do verdadeiro deputado, acertou que esperaria, mas que a transferência seria melhor. Cafeteira foi, mas o golpista não esperou.

    Hoje, a SEIC a PF prenderam o grupo, incluindo o líder Leonel, que estava no condomínio Ilhas Gregas, no Olho D’Água, para onde havia mudado recentemente.

    A ação da PF aconteceu simultaneamente no Maranhão, Mato Grosso do Sul e Brasília. Três ministros também tiveram os celulares clonados  e caíram no golpe.

    Agora, no período da tarde, Leonel e seu grupo serão inquiridos na sede da PF por delegados federais e da SEIC. Falarão sobre os golpes e suas vítimas. Em seguida serão levados para o Complexo Penitenciário de Pedrinhas.

    Policia Federal e SEIC prendem em São Luís o chefe da quadrilha que aplicou golpes em sete deputados maranhenses

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.