O cancelamento do carnaval de 2022 foi inicialmente sugerido pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula. Em seguida veio o prefeito de São Luís, Eduardo Braide, informar que pela vida, não teremos carnaval neste ano. 

Nesta mesma quarta-feira (05), mais dois prefeitos de duas grandes cidades anunciaram a medida: Imperatriz e Balsas. Eles alegaram o crescimento súbito dos casos de pessoas sendo infectadas pela covid-19, inclusive com a possibilidades de internações.

O governo estadual mandou distribuir grande quantidades de testes para saber a real situação. O medo é de que durante o carnaval exploda o número de contaminados e o fato da rede estadual e municipal hospitalar não possuir estrutura.

É provável que Flávio Dino anuncie no final deste mês medidas mais restritivas, como o retorno das máscaras e a limitações de pessoas em lugares públicos e privados, ou até mesmo um lockdown se for necessário.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.