A Polícia Civil prendeu nesta sexta-feira (15) o subtenente do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), Mário Sérgio Jardim. Ele é suspeito de matar e ocultar o cadáver da própria esposa Viviane Batista Marques, de 31 anos.
Mário e Viviane. Foto Reprodução

O crime ocorreu no último domingo (10) em Bacabeira, onde a vítima residia. O casal teria brigado e Viviane foi espancada pelo marido e ambos teriam parado no plantão de polícia em Rosário após ela ter sido atendida numa unidade de saúde. Desde então ela não foi mais vista, mas Mário só comunicou o desaparecimento a polícia três dias depois. O corpo de Viviane foi encontrado ontem nas proximidades da cidade de São Benedito do Rio Preto no Povoado Santa Rosa.

A Polícia Civil então começou a investigar o caso e pediu à Justiça a prisão do militar. Em depoimento na Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), Mário confessou o crime. Ele vai responder por feminicídio e ocultação de cadáver.

O ICRIM e IML devem identificar a causa morte de Viviane.

O subtenente Mário é lotado no Colégio Militar de Rosário. Por ser militar cumpre prisão temporária no Comando-Geral do CBMMA, em São Luís. A Justiça deve pedir a preventiva.

Em nota, o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão repudiou o crime.

Confira abaixo.

O Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão-CBMMA, vem a público repudiar um crime de feminicídio ocorrido no último domingo (10/04), no povoado Gameleira da cidade de Bacabeira-MA, que tem como acusado um militar da Corporação. O investigado foi preso hoje (15/04) por força de um mandado de prisão temporária e encontra-se à disposição do Poder Judiciário.

Esclarecemos que as investigações estão a cargo da Polícia Civil, que é a autoridade de Polícia Judiciária competente para apuração do crime cometido. No âmbito administrativo, o CBMMA adotará as medidas cabíveis para reprimir conduta atentatória a honra pessoal, o pundonor militar e o decoro da classe.

Expressamos nossa solidariedade à família da vítima, na certeza de que a justiça será feita, assim como da continuidade do combate às violências que depreciam o viver em sociedade.

O CBMMA reitera que repudia, veementemente, todo e qualquer ato de violência, principalmente contra a mulher.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.