Os números de mortes de mulheres por homens pela condição de serem mulheres no Maranhão é assustador. São 21 só neste ano com a morte de Concilma Muniz Sousa (foto abaixo do blog do Marcos Silva), na noite de ontem, na cidade de Codó após discussão com o namorado.

Os números em 2017 apontaram 50 mortes de mulheres no Maranhão oficialmente registrados, sem contar os que não são denunciados e, em muita das vezes, no interior não passam pelo IML.

Eles (os homens) não temem as leis, sabem da certeza da impunidade, a questão não ganha os debates das Câmaras Municipais, na Assembleia Legislativa e nem, ao que parece, chama a atenção da sociedade. Por isso a matança aumenta e o silêncio se evapora.

Concilma, mais chamada de Bia na cidade, foi morta ontem pelo namorado Francisco Pereira Silva (foto abaixo do blog do Marcos Silva) aplicou seis golpes de faca na vítima e fugiu.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.