As informações foram publicadas pelo site Metrópoles nesta sexta-feira (13). Confira.

Foto Reprodução

Me ajuda, eu estou sofrendo abuso sexual do meu pai”. Foi assim que uma menina de 10 anos, moradora de Chapecó, no Oeste catarinense, pediu ajuda ao monitor do transporte escolar para se ver livre de um abuso, que segundo a Polícia Civil ocorria desde o começo do ano. Nessa quinta-feira (12/5), o padrasto da criança, um homem de 55 anos, foi preso preventivamente sob acusação de estupro de vulnerável.

De acordo com o delegado Éder Matte, responsável pela investigação, a criança vivia com o padrasto e a mãe. A menina afirmou que os abusos duraram pelo menos 4 meses e que a última situação ocorreu na semana passada. Em depoimento, o homem negou o crime.

Já a mãe da criança disse não saber sobre o abuso. Ela prestará um novo depoimento antes da conclusão do inquérito policial.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.