Esta historinha bizarra que começarei a contar e acompanhar de perto, parece acontecer em uma ditadura de republiqueta de terceiro mundo. Mas infelizmente, está acontecendo aqui mesmo na cidade turística de Barreirinhas. Começa com a turbação de parte de uma área própria, ao lado do Porto Preguiças Resort, destinada à construção de um condomínio residencial de lotes. Os invasores cercaram parte da área, e os proprietários mandaram derrubar o muro.

Voltaram a construir e novamente o proprietário derrubou. Mas os invasores insistem em construir o muro para se apropriar da área.
À partir daí entra em cena o Sr. Amilcar Gonçalves Rocha, prefeito de Barreirinhas, que assinou um documento de “Concessão de direito real de uso” em favor de sua própria irmã, Sra. Márcia Maria Rocha. Em seguida, o prefeito autorizou abertura de uma via ao lado da área invadida, para dar acesso ao rio Preguiças e deslocou um portinho improvisado de balsas, para beneficiar a invasão promovida pela sua irmã e cunhado.
Os proprietários da área ingressaram na Justiça, apresentando o Registro antigo do Cartório, e toda a documentação emitida recentemente pela própria Prefeitura de Barreirinhas, autorizando a instalação e construção do empreendimento imobiliário.
O juiz de Barreirinhas, deferiu o pedido de liminar determinando a manutenção de posse da área para os proprietários do terreno, que com a oficiala de Justiça, retomaram oficialmente a posse e iniciaram uma nova derrubada do muro. O Sr. Francisco Maurício de Sousa e sua esposa, Sra. Márcia Maria Rocha Souza (irmã do Prefeito), chegaram imediatamente acompanhados de um segurança que atirou contra um operador do trator, Sr. Ismael Mendonça Frazão, e só foi contido porque a polícia de Barreirinhas havia sido chamada.
O Dr. Amilcar Rocha, prefeito de Barreirinhas, mesmo tendo sido juiz do trabalho, demonstra claro desrespeito às leis e fez uso da máquina pública para beneficiar sua família, provocando insegurança jurídica aos empreendimentos que desejam se instalar em Barreirinhas. Estas atitudes também podem lhe render ações de improbidade administrativa e de crime de responsabilidade.
Desde o inicio desta invasão, o Sr. Maurício de Souza, marido da irmã do Prefeito, vem ameaçando o vigia da área com arma de fogo, e outras pessoas ligadas à empresa dona da área, com ameaças por watsap, sempre colocando-se na condição de cunhado do Prefeito. Mas esta história escabrosa está apenas no começo, porque durante o ato de manutenção de posse, o Sr. Mauricio declarou à oficiala de Justiça que não vai aceitar a decisão judicial, esbravejando “juiz não autoriza nada aqui”, como se pode ver no vídeo, e continua mantendo forte esquema de segurança na área, impedindo o acesso do verdadeiro proprietário, e descumprindo a decisão judicial.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Santa Helena recebeu, com grande festa, nesta sexta-feira (5), o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, ...
Leia Mais
A Câmara Municipal de São Luís (CMSL) encaminhou, na última segunda-feira (1º), requerimento de autoria do ...
Leia Mais
Em evento de realizado nesta manhã a cidade de Pinheiro, o prefeito de Palmeirândia, Edilson da ...
Leia Mais
A União dos Vice-Prefeitos do Estado do Maranhão – UNIVIMAR emitiu nota de repúdio condenando o ...
Leia Mais
NOTA PÚBLICA A maioria dos membros da Bancada Federal do Maranhão manifesta sua preocupação quanto à ...
Leia Mais
O poema de autoria da poetisa Mary Elizabeth Frye foi recitado pelo ator e comediante Jô ...
Leia Mais

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.