Atenção: notas do Enem serão divulgadas nesta terça; acompanhe aqui!

Nas próximas horas desta terça-feira (13), o Ministério da Educação vai liberar a consulta individual das notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2014.

Fique atento e acompanhe aqui no Blog do Luis Cardoso as notas tiradas nas provas objetivas (ciências humanas, ciências da natureza, linguagens e matemática), além da prova de redação.

Com a pontuação em mãos, os candidatos poderão concorrer às 205.514 vagas em 5.631 cursos de 128 instituições públicas de educação superior na primeira edição de 2015 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A consulta a estas vagas foram disponibilizadas deste ontem e vão até o dia 19 no site sisu.mec.gov.br. O prazo de inscrições do Sisu vai até às 23h59 do dia 22.

O MEC não informou que horas a consulta de hoje estará disponível no sistema, mas acompanhe aqui no Blog que vamos divulgar as notas assim que estiverem disponíveis. Aguardem!

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Escolas do Maranhão apresentam o pior desempenho do país no Enem 2013

O MEC divulgou nesta segunda-feira (22) as notas e desempenhos de todas as escolas país no Enem 2013.

O pior desempenho foi do Estado do Maranhão, que concentra três escolas entre as piores no Enem.

Já na comparação dos Estados, São Paulo concentra o maior número de escolas no top 100, com 28. Em seguida estão Rio de Janeiro (23) e Minas Gerais (22).

O Sudeste concentrou, mais uma vez, a maior parte das instituições com melhor desempenho na prova. Foram 77 das cem melhores colocadas.

A região Nordeste fica em segundo lugar no ranking, com 17 escolas entre as 100 melhores na avaliação. Em seguida, aparecem as regiões Centro-Oeste, com três escolas, Sul, com duas, e Norte, com uma.

Saiba todas as médias das escolas do Maranhão e suas respectivas cidades clicando aqui.

Abaixo veja a lista das piores. Confira!

As informações são da Folha de São Paulo

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Agora lascou: fraude pode anular provas do Enem

Estudante Jomásio Barros denunciou o vazamento  do Enem na PF (Foto: Gilcilene Araújo/G1)Estudante Jomásio Barros denunciou o vazamento
do Enem na PF (Foto: Gilcilene Araújo/G1)

A Polícia Federal começou desde ontem a investigar denúncias de fraude nas provas do Enem, realizadas sábado e domingo, em todo o Brasil. As primeiras informações sobre vazamento foram confirmadas como falsas, mas as segundas caminham para a anulação das provas.

A denúncia sobre a prova de domingo  partiu do estudante Josimásio Barros Filho, da cidade do Piauí, que recebeu pela celular a prova de português com a redação sobre Publicidade Infantil. A prova chegou ao seu celular por volta das 10h50, portanto bem antes do início às 13h pelo horário de Brasília.

Ele fez a prova de domingo e só ontem se encaminhou para a sede da Polícia Federal e mostrou seu aparelho celular com o horário do recebimento das cópías. Os policiais ficaram estarrecidos,

No dia seguinte foi a vez da estudante Larissa Almeida, de Campo Grande, levar para a Polícia Federal o seu celular e lá estava enviado a prova por volta das 10h54 de domingo, dia nove deste mês. O material é idêntico ao recebido por Josimásio Barros e com todo os quesitos que caíram na prova.

Outro estudante, Carlos Eduardo Oliveira também recebeu o mesmo material, que comprova o vazamento.  O ministro da Educação, Henrique Paim, disse estar seguro. A PF recebeu todo o material dos aparelhos dos estudante e ontem mesmo iniciou a perícia.

A principio o que os policiais coletaram mostram o tema da redação que foi aplicado no domingo. Mais o que despertou a atenção foi o fato de nos celulares constarem os horários antes da realização da prova do Enem.

No Piauí surgiram mais dois outros estudantes que receberam as provas e todas pelo aplicativo WhatsApp. “Resolvi procurar a Polícia porque as pessoas tem me xingado bastante depois que eu fiz o vídeo denunciando o vazamento. Para mim, o Enem perdeu a credibilidade”, disse  ao G1 Josimásio Barros.

Ele informou ao G1 que não deu importância quando recebeu o zap porque dias antes vazaram informações falsas e que só ontem decidiu procurar a Polícia Federal, onde já foi ouvido por mais de 1h.

“Quando recebi o caderno de questões e vi que era o mesmo tema mostrado na imagem, fiquei com ódio. Tanto que mal fiz a prova, esperei o tempo mínimo e fui para casa”, contou ao G1.

Até que a Polícia Federal não dê o seu parecer conclusivo sobre o episódio, a fraude aconteceu e as provas devem ser anuladas.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Inep divulga gabarito oficial do Enem 2014; confira aqui!

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) publicou nesta quarta-feira (11) o gabarito oficial do Enem 2014 (Exame Nacional do Ensino Médio), aplicado no sábado (8) e domingo (9), no site oficial do exame.

Gabarito oficial do Enem 2014

Sábado (caderno amarelo)

Domingo (caderno amarelo)

Sábado (caderno azul)

Domingo (caderno azul)

Sábado (caderno branco)

Domingo (caderno cinza)

Sábado (caderno rosa)

Domingo (caderno rosa)

Enem 2014

Veja a correção comentada das provas

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Confira a correção do Enem 2014 feita por professores

Imagem ilustrativa. Para cessar entre na página do Mundo PositivoImagem ilustrativa. Para cessar entre na página do Mundo Positivo

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) marcou um fim de semana repleto de estudo, correria, pessoas barradas nos portões, abstenções, surpresas durante a prova e até eliminação de candidatos durante a aplicação dos testes.

Segundo o ministro da Educação Henrique Paim, cerca de 2,4 milhões de inscritos não compareceram ao Enem, o que equivale 28,64% do total de concorrentes. Além disso, 1.519 foram eliminados por desrespeitarem alguma das regras, sendo 236 pessoas por terem usado o celular de modo indevido.

Ainda de acordo com Paim, no Ceará, uma candidata entrou em trabalho de parto durante a prova e, em Pernambuco, Edivania Florinda de Assis faleceu ao chegar ao local do exame. A mulher recebeu os primeiros socorros na hora, porém, não resistiu. A causa da morte ainda não foi divulgada.

E como ocorre todo ano, dezenas de jovens e adultos ficaram para fora das instituições onde as provas seriam aplicadas, por chegarem depois do horário. Entre os problemas apontados, a falta de ônibus, trânsito, distração ao confundir os nomes das escolas e falta de lugar para estacionar, ocasionaram a demora dos candidatos.

Inesperado

Entre as surpresas do Enem, o tema da prova foi o principal. Quem esperava encontrar assuntos como a falta de água, Copa do Mundo, eleições ou os 50 anos do golpe militar, decepcionou-se. Publicidade infantil foi o tópico proposto para ser desenvolvido, no domingo (9).

Correção da prova

Quem quiser conferir as questões abordadas no exame e corrigi-las, o Enem Blog, do site Educacional, disponibiliza a correção comentada de cada pergunta e assunto abordado nos dois dias de prova, separadas pelas cores dos cadernos distribuídos aos candidatos. (Clique aqui para acessar o gabarito)

Acesse também pelo celular aqui.

Gabarito Oficial

O gabarito oficial será divulgado até quarta-feira (12). Já o resultado individual estará disponível em janeiro de 2015.

Fonte: Mundo Positivo

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Blog fará cobertura completa das provas do Enem; acompanhe aqui

8,7 milhões  de pessoas se inscreveram para fazer as provas do Enem hoje e amanhã em todo o Brasil. As provas serão realizadas aqui no Maranhão a partir das 13h, no horário de Brasília.

Neste ano, em função do horário de verão, os horários estarão diferentes para algumas regiões. Por isso, é necessário que cada participante consulte o seu e o local das provas. Aguardem mais detalhes das provas do Enem.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Enem: candidato deve ficar atento a horários de abertura e fechamento de portões

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014 serão aplicadas neste fim de semana e um item que merece a atenção dos candidatos é a hora de abertura e de fechamento dos portões dos locais de prova.

Os portões serão abertos às 12h e fechados às 13h, no horário de Brasília. No entanto, vários estados estão com a hora diferente da capital federal devido ao horário e verão e nessas cidades os estudantes precisam acertar o relógio.

Em alguns locais, a diferença em relação a Brasília chega a três horas, como no Acre e em municípios do extremo oeste do Amazonas. Nesses locais, os portões serão abertos às 9h e fechados às 10h.

Em Rondônia, Roraima, e no Amazonas, a abertura dos portões ocorrerá às 10h e o fechamento às 11h. No Nordeste e no Amapá, Pará, Tocantins, em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, o acesso começa às 11h e os candidatos podem entrar até as 12h.

Nos estados das regiões Sul, Sudeste e Centro-oeste (exceto Mato Grosso e Mato Grosso do Sul) o horário é o mesmo do Distrito Federal – os portões serão abertos às 12h e a prova terá início às 13h.

Os candidatos sabatistas – que guardam o sábado por motivos religiosos – devem cumprir esses horários e serão acomodados em salas separadas até as 19h, quando podem iniciar a prova. Nesta edição do exame, os sabatistas somam 69.396 inscritos.

Como o Enem está marcado para o fim de semana, os estudantes devem lembrar que nesses dias o número de linhas de metrô, trem e ônibus circulando é menor. Uma dica é, antes do dia do exame, fazer o percurso até o local da prova para conhecer com antecedência o trajeto e ter noção do tempo gasto.

Os cartões de confirmação, com os locais de prova, são enviados pelo correio. O candidato que não recebeu pode consultar o documento no site do Enem ou ligar para o 08000 616161. Não é obrigatório levar o cartão no dia do exame.

O estudante só pode deixar o local da prova duas horas após o início do exame. E poderá levar o caderno de questões somente nos últimos 30 minutos antes do fim da prova.

As provas do Enem serão aplicadas amanhã (8) e domingo (9). Mais de 8,7 milhões se inscreveram para o exame. A nota do Enem pode ser usada para participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que seleciona estudantes para vagas no ensino superior público, e o Programa Universidade para Todos (ProUni), que oferece bolsas em instituições privadas.

Fonte: Agência Brasil

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Enem terá 17 mil detectores de metal para evitar fraude e ‘selfies’

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terá mais de 17 mil detectores de metal espalhados pelos locais de prova de todo o país para tentar combater qualquer tentativa de fraude nas provas deste sábado (8) e domingo (9).

“Vamos usar muito rigor”, disse o ministro da Educação Henrique Paim em entrevista coletiva concedida nesta sexta-feira (7) em Brasília. Ele disse ainda que o custo do Enem por aluno será de R$ 52. Mais de 8,7 milhões de candidatos estão inscritos.

Segundo Paim, milhares de pessoas foram treinadas para usar o equipamento móvel, no estilo raquete” e o candidato do Enem pode ser abordado a qualquer momento. “Temos estratégias de segurança que não podem ser apresentadas previamente”, disse Paim. “Fiscal tem poder de abordar as pessoas caso verifique algum tipo de problema.”

As provas serão aplicadas em 1.752 municípios. Serão 17.367 locais e um total de 242.948 salas. Entre os locais que receberão o Enem pela primeira vez estão quatro municípios isolados do Acre: Marechal Thaumaturgo, Jordão, Porto Walter e Santa Rosa do Purus.

A estratégia de vistoria é mantida em sigilo. “A revista poderá ser feita a qualquer momento da prova. Os fiscais, chefes de sala e outros colaboradores estão orientados, e podem solicitar a ajuda dos equipamentos”, explicou o ministro da Educação, Henrique Paim. A organização não deixou claro se a revista obrigatória será feita na chegada ao local de prova ou na entrada da sala, para evitar a elaboração de fraudes.

Faça aqui o Simulado final do Enem

Saiba o que pode e não pode na prova

Rigor reforçado

Segundo o MEC, 47 candidatos foram eliminados no Enem do ano passado por uso de eletrônicos. Neste ano, a promessa é de rigor reforçado para evitar as selfies e qualquer troca de informações durante o exame.

O MEC também deve monitorar as redes sociais. “Fazemos um monitoramento contínuo”, diz o presidente do Inep, Francisco Soares. O uso de telefone celular nas salas de prova é proibido segundo o edital do Enem. O candidato deve deixar o telefone em envelope transparente e lacrado que deve ficar embaixo da carteira. Nos últimos dois anos, vários candidatos foram eliminados por terem feito fotos dos cartões de resposta das provas e postado nas redes sociais.

“O celular terá que estar guardado em um porta-objetos. Se o aluno acessar algum eletrônico para qualquer uso, será automaticamente excluído. Equipes farão esse monitoramento dentro e fora das salas”, reforçou Soares.

O uso e a posse de eletrônicos fora do porta-objetos que será oferecido na porta da sala é um dos critérios de eliminação. O estudante também não pode utilizar durante a prova óculos escuros, artigos de chapelaria (boné, chapéu, viseira, gorro e similares), materiais vetados como lápis, borracha, lapiseira, caneta não transparente. A lista completa está no edital do exame.

Enem custa R$ 52 por aluno

O ministro da Educação disse que o Enem terá um custo de R$ 52 por aluno. “É o valor do ano passado corrigido pela inflação”, afirmou. O MEC espera que o índice de candidatos que se inscreveram mas não aparecem para fazer a prova seja menor do que no ano passado. Em 2013, mais de 2 milhões de inscritos faltaram às provas, dando um índice de abstenção recorde de 29%. “Enviamos e-mails para quem não fez a prova do ano passado e se inscreveu novamente este ano para reforçar a necessidade de fazer o exame”, disse Paim. “Vamos ver depois o resultado desta ação”.

Não existe nenhuma punição por lei a quem faltar ao Enem.

Paim disse ainda que o gabarito oficial do Enem vai sair até quarta-feira (12) e a previsão do MEC é que a nota final de cada candidato saia no início de janeiro de 2015.

Atendimento especializado

Os atendimentos específicos solicitados em 2014 chegam a 93,8 mil. Entre eles, cerca de 9,2 mil gestantes, 13,8 mil mães em fase de lactação, 1,3 mil idosos, 17 hospitalizados e 69, 3 mil sabatistas — pessoas que guardam o sábado por preceito religioso.

Os sabatistas chegarão ao local de prova no mesmo horário dos demais candidatos (13h, pelo horário de Brasília), mas ficarão em confinamento para começar a prova após o por do sol. Segundo Soares, em 2013 muitos alunos se inscreveram como sabatistas (religiosos que guardam o dia de sábado por preceito) sem necessidade. No formulário de inscrição de 2014, a confirmação da escolha foi reforçada e o termo foi descrito mais claramente.

Outros 57,8 mil candidatos solicitaram atendimento especializado, por condições de saúde como autismo, cegueira, surdez, déficit de atenção ou dislexia.

Do G1, Brasília

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Brasil não atinge meta do Ideb e o Maranhão está mais uma vez entre os piores

Do G1, DF

O Brasil superou as metas na educação propostas pelo Ministério da Educação (MEC) para serem alcançadas em 2013 no ciclo inicial do ensino fundamental (de 1º ao 5º ano), mas ficou abaixo da meta projetada no ciclo final do ensino fundamental (6º ao 9º ano) e no ensino médio, de acordo com o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), divulgado nesta sexta-feira (5) pelo Ministério da Educação.

Nos anos iniciais, o Ideb registrado em 2013 foi de 5,2 pontos, acima do índice de 2011 (5,0) e acima também da meta projetada pelo MEC (4,9). Já nos anos finais do ensino fundamental, o Ideb foi de 4,2 pontos, um índice levemente superior do alcançado na edição anterior (4,1), mas abaixo da meta de 4,4 esperada pelo governo federal.

No ensino médio, o Ideb registrado no país foi de 3,7 pontos, o mesmo registrado em 2011. O índice ficou abaixo da meta de 3,9 pontos projetadas pelo MEC para o ano de 2013.

Os índices reúnem as redes públicas (estadual e municipal) e privada.

O Ideb é um indicador geral da educação nas redes privada e pública. Foi criado em 2007 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e leva em conta dois fatores que interferem na qualidade da educação: rendimento escolar (taxas de aprovação, reprovação e abandono) e médias de desempenho na Prova Brasil, em uma escala de 0 a 10.

Assim, para que o Ideb de uma escola ou rede cresça é preciso que o aluno aprenda, não repita o ano e frequente a sala de aula.

A Prova Brasil avalia o desempenho de estudantes em língua portuguesa e matemática no final dos ciclos do ensino fundamental, de 4ª série (5º ano) e 8ª série (9º ano), e no terceiro ano do ensino médio. O índice é divulgado a cada dois anos e tem metas projetadas até 2021, quando a expectativa para os anos iniciais da rede estadual é de uma nota 6,0.

Ensino fundamental

O Ideb mostra que, nos anos iniciais do ensino fundamental, em 71,7% dos municípios as redes públicas (municipal e estadual) alcançaram a meta. No caso específico das redes estaduais, 75,7% dos municípios atingiram a meta. No caso das redes municipais, essa porcentagem foi de 69,7%.

Já na avaliação dos anos finais do ensino fundamental, em 60%, dos municípios das redes públicas do Brasil estão abaixo da meta nos anos finais do fundamental. Considerando só as redes estaduais, só em 41,8% a rede estadual atingiu a meta do Ideb 2013 nos anos finais do fundamental. Considerando só as redes municipais, isso aconteceu em 35,8% dos municípios.

No ensino fundamental, as redes estaduais com os melhores desempenhos nos anos iniciais (1º ao 5º ano) foram Minas Gerais e Paraná (6,2 pontos), Goiás (6,0), São Paulo e Santa Catarina (5,7). Duas redes estaduais tiveram desempenho pior em 2013 em comparação com 2011: Pará, que teve Ideb 3,6 e meta 3,8, e Amapá, com Ideb 3,8 e meta de 4,2. Santa Catarina e Mato Grosso mantiveram o mesmo índice, e as demais tiveram um avanço em relação ao Ideb anterior.

Nos anos finais (6º ao 9º) ano, os melhores índices foram de Minas Gerais (4,7), Goiás (4,5), Acre e São Paulo (4,4) e Mato Grosso (4,2), e 19 redes estaduais ficaram abaixo da meta projetada.

Ensino médio

Considerando o Ideb total, que reúne as redes pública e privada, 23 estados ficaram abaixo da meta projetada para eles no índice. O únicos que ficaram acima da média foram Amazonas, Pernambuco, Rio de Janeiro e Goiás.

Se for contar apenas a rede estadual de ensino, que detém 80% das matrículas do país, apenas cinco estados estão acima da meta projetada para 2013 para o ensino médio: Amazonas, Piauí, Pernambuco, Goiás e Rio de Janeiro. Um estado igualou a meta: Mato Grosso do Sul. Os outros 20 estados mais o Distrito Federal ficaram abaixo da meta esperada.

Goiás obteve o melhor Ideb do ensino médio na rede estadual: 3,8 pontos. Em seguida estão São Paulo e Rio Grande do Sul (3,7); Santa Catarina, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Pernambuco (3,6). O pior índice foi de Alagoas, com 2,6 pontos.

Além disso, nove estados melhoraram o Ideb em relação a 2011 no ensino médio da rede estadual: Goiás (subiu de 3,6 para 3,8), Rio Grande do Sul (de 3,4 para 3,7), de Rio de Janeiro (de 3,2 para 3,6), Pernambuco (3,1 para 3,6), Rondônia (de 3,3 para 3,4), Espírito Santo (de 3,3 para 3,4), Distrito Federal (de 3,1 para 3,3), Piauí (de 2,9 para 3,0), Paraíba (de 2,9 para 3,0).

Acre e Alagoas repetiram o Ideb do ensino médio de 2011 (3,3 para ambos). E outras 16 redes estaduais pioraram a nota em relação ao índice anterior: São Paulo (caiu de 3,9 para 3,7); Santa Catarina (caiu de 4,0 para 3,6); Minas Gerais (caiu de 3,7 para 3,6); Paraná (3,7 para 3,6); Mato Grosso do Sul (caiu de 3,5 para 3,4); Ceará (caiu 3,4 para 3,3); Roraima (caiu de 3,5 para 3,2); Tocantins (caiu de 3,5 para 3,2); Amazonas (caiu de 3,4 para 3,0); Amapá (caiu de 3,0 para 2,9); Maranhão (caiu de 3,0 para 2,8); Bahia (caiu de 3,0 para 2,8); Sergipe (caiu de 2,9 para 2,8); Mato Grosso (caiu de 3,1 para 2,7); Pará (caiu 2,8 para 2,7) e Rio Grande do Norte (caiu de 2,8 para 2,7).

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Francisco Soares, explicou o fato de o Ideb Brasil 2013 para o ensino médio ter se mantido estável em 3,7: “Por que ficou estável? Porque melhoramos um componente, melhoramos o componente de rendimento”, disse ele.

De acordo com os dados do governo, o indicador de rendimento (o cálculo da taxa de aprovação, de reprovação e de abandono) subiu de 0,80 para 0,82. Já a nota média padronizada mostra que o desempenho dos alunos na Prova Brasil, com uma queda de 4,57 para 4,44. A meta do Ideb Brasil para o ensino médio, porém, é 3,9.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Justiça obriga Prefeitura de Imperatriz a pagar os salários dos professores em greve

Em greve há quase 70 dias, professores de Imperatriz, no Maranhão tiveram os salários cortados pela prefeitura.

Em virtude disso,  a Justiça do Trabalho, através do juiz Sergei Becker, determinou nesta sexta-feira (11), o pagamento integral do salário do mês de junho aos trabalhadores sem os descontos futuros diante do movimento grevista que continua por tempo indeterminado. A prefeitura tem cinco dias para obedecer a ordem judicial, caso contrário pagará multa diária de R$ 15 mil.

O Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos Públicos de Ensino de Imperatriz (STEEI) havia entrado com mandado de segurança coletivo alegando que no dia 5 de maio, após dois meses da data base da categoria, os trabalhadores da educação deflagrariam greve, mas no dia 11 de junho teve início o período de férias coletivas.

A paralisação atinge 55% da categoria. A principal reivindicação é o reajuste salarial. Além dos professores municipais de educação, que atendem principalmente ao ensino fundamental, estão parados vigias, merendeiros, zeladores e outros trabalhadores em educação.

Sem pagamentos, os grevistas estão recebendo doações, já que alguns chegam a passar necessidades. Uma vergonha!

Resta agora, a prefeitura cumprir a ordem judicial, mesmo alegando, através da Procuradoria do Município, que ainda não foi notificada.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Madeira corta salários de professores de Imperatriz e Sindicato convoca assembleia

A prefeitura de Imperatriz, através de seu gestor Sebastião Madeira, cortou o salário dos professores da rede municipal de ensino que estão em greve há dois meses.

A categoria se queixa de desrespeito e descaso e garante manter o movimento paredista até agosto, quando o processo eleitoral se aproxima e acirra ainda mais. Isso pode ser uma arma contra o prefeito.

Com o corte, os professores resolveram se reunir em assembleia nesta quinta-feira (3) para tratar sobre essa nova etapa da paralisação. Abaixo a convocação do STEEI.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

FACAM responde a alunos que denunciaram desrespeito

NOTA DE ESCLARECIMENTO

No tocante à nota divulgada nesta data, de que alunos eram impedidos de ingressar nas salas de aula, importante que sejam também divulgados os seguintes esclarecimentos.

Trata-se de período de avaliação bimestral em que esta IES, primando pela qualidade do ensino e pela correta preparação de seus discentes para o mercado, além de cultivar a lisura de conduta, norma regimental, decidiu que o acesso às salas de aula apenas ocorreria 20 minutos antes do início do horário de aplicação da avaliação, ingressando os alunos juntamente com o professor responsável pela disciplina.

Esta medida, moralizadora, deveu-se principalmente à constatação de que, anteriormente, várias carteiras tinham seus forros rasgados para, sob eles, serem ocultadas as chamadas “colas”, conduta que, além de se configurar dano ao patrimônio, ainda representava evidente desvio na conduta de qualquer cidadão.

No entender desta IES, as instituições de ensino não têm apenas uma função pedagógica em relação ao currículo profissionalizante, mas também contribuir na formação de cidadãos de bem e conscientes de seu dever e da imprescindível retidão de conduta.

Att,

Carlos Cesar Bandeira
Diretor Geral da FACAM

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.