Com financiamento de até 100% dos componentes e instalação dos sistemas de micro e minigeração de energia elétrica, fotovoltaica ou eólica, o Banco do Nordeste tem estimulado a geração própria de energia elétrica em unidades residenciais. No Maranhão, R$ 5,1 milhões já foram financiados em 2019, para viabilizar a geração de energia limpa e as vantagens de economia que ela oferece.

Uma das beneficiadas no Estado é a cliente Ioleth Neves. Ela já implantou um sistema de geração de energia solar em sua residência, no bairro Cohab Anil, em São Luís, capaz de gerar 391 quilowatts-hora por mês, mais que a totalidade do consumo médio da casa. Assim, seu consumo com a concessionária de energia foi reduzida a zero.

Ioleth afirma que os resultados obtidos após a instalação do sistema são muito positivos, especialmente considerando a relação custo e benefício. “Após dois anos em busca de orçamentos viáveis para a instalação do sistema de energia solar, somente no Banco do Nordeste obtive condições que permitiram a reversão do valor que eu pagava na conta para a parcela do financiamento. Tivemos redução de 80% na conta de energia, mantendo-se apenas as taxas de serviços”, revelou.

O superintendente estadual do BNB no Maranhão, Hailton Fortes, destaca que a opção pelo financiamento de energia limpa a baixo custo oferecida pela instituição representa oportunidade vantajosa. “A economia gerada na conta de energia é, na maioria dos casos, diretamente proporcional aos custos de instalação da estrutura de geração de energia a partir do financiamento pelo Banco do Nordeste. Uma combinação de sustentabilidade ambiental e economia que resulta em muitas vantagens aos interessados”, explicou.

Em toda a área de atuação do Banco do Nordeste – estados do Nordeste e norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo, a instituição financeira já investiu R$ 47,6 milhões na implantação de sistemas voltados para o uso residencial de energia solar apenas em 2019.

Condições

A grande vantagem da linha FNE Sol Pessoa Física é que os clientes não têm aumento nos gastos fixos que já possuem, já que podem compensar as parcelas dos financiamentos com a economia na conta de energia elétrica. O crédito pode ser pago em até oito anos, com carência de até seis meses. Após a quitação, sobram os benefícios do equipamento, que tem vida útil média de 20 anos.

O Banco do Nordeste financia até 100% do investimento, com limite de R$ 100 mil e taxas de juros a partir de 0,35% ao mês. Para valores abaixo de R$ 50 mil, há ainda outra facilidade: a garantia pode ser aval ou alienação dos próprios equipamentos.

As taxas acessíveis e condições diferenciadas do programa são possíveis graças à origem do recursos financiado, advindo do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste, operacionalizado exclusivamente pelo Banco do Nordeste. Interessados podem ter acesso ao programa FNE Sol no Maranhão procurando uma das 29 agências do BNB, instaladas em todas as regiões do Estado.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.