No dia 12 deste, uma mulher com o rosto cheio de hematomas (veja imagem abaixo) informou que fora agredido a socos e pontapés pelo casal de advogados Kassio Jorge de Carvalho Guilhon Rosa e Karla Janine Guilhon Rosa na cidade de Santa Luzia, sendo o causídico procurador daquele município.

Agora, a OAB, Subseção de Santa Inês, lançou uma nota fazendo claramente a defesa dos advogados como se agredir mulher não fosse nada grave, conforme nota abaixo:

Nota de esclarecimento

A Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção de Santa Inês-MA (OAB/MA) vem a público prestar esclarecimentos quanto às notícias veiculadas na imprensa sobre acusações envolvendo os advogados Kassio Jorge de Carvalho Guilhon Rosa e Karla Janine Penha Guilhon Rosa, ambos militantes na Comarca de Santa Luzia.

A Subseção informa que o ocorrido está sendo investigado pela autoridade policial, e que está ao lado dos advogados, acompanhando o caso e dando total apoio aos colegas.

A Ordem ressalta que defende as prerrogativas da classe advocatícia e que o seu compromisso institucional é com a defesa da sociedade.
Enfim, considerando superado o episódio, a OAB jamais se afastará da missão institucional de lutar pela efetividade dos direitos e prerrogativas asseguradas por lei aos advogados, os quais não constitui privilégios pessoais e sim, garantias indispensáveis á defesa da própria sociedade.

Karine Sarmento
Presidente da Subsecao de Santa Inês.

Advogado reage e diz que nota suja a instituição 

Essa nota é uma nódoa para nossa instituição, a OAB não pode se ladear com condutas desta natureza, e nem se pode confundir Prerrogativas e Direitos dos advogados para o livre exercício da profissão, a ela vinculadas, com salvaguarda de defesa a condutas isoladas de advogados que maculam nossa classe.

A OAB deveria era instaurar Procedimento Administrativo Disciplinar e apurar os fatos, ao invés de publicamente dizer que está ao “lado dos ‘advogados'”. Lamento que a subseção de Santa Inês da OAB MA tenha emitido uma nota tão infeliz.
Meu repudio público a este comportamento.

JOSÉ ALENCAR DE OLIVEIRA, Conselheiro Estadual.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.