Em Lagoa Grande no Maranhão a gestão comunista desconta todos os meses os valores de empréstimos e não faz o devido repasse para as agências do Banco do Bradesco e Caixa Econômica. Resultado da apropriação indébita tem sido um desastre aos servidores que estão tendo os nomes inscritos no Serasa.

Os servidores estão passando situações de vexames com os nomes bloqueados para operações de compra a prazo. Tudo isso por conta da irresponsabilidade do prefeito Chico de Freitas, do PCdoB. Ele recolhe os valores consignados dos empréstimos dos servidores e não repassa aos bancos.

O Ministério Público, ao que parece, não tem tido olhos e o crime de apropriação indébita perdura ao menos três meses. Os servidores recebem a cada mês comunicados oficiais da inscrição de seus nomes no SPC e Serasa, como mostra abaixo a imagem:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.