Uma enfermeira da UPA do Vinhais chegou ao local de trabalho, na segunda-feira (06),  e ao pedir seu Equipamento de Proteção Individual ( máscara e luva, por exemplo) foi informada que o tempo de uso era de 30 dias. E quando se dirigiu para a diretora da UPA, Carol Hortegal, foi humilhada e aos gritos ordenada a ir pra casa. 

Constrangida, a enfermeira registrou BO na Delegacia da Vila Palmeira e foi se apresentar ao Emeserh, de onde é funcionária e lotada na UPA do Vinhais, no aguardo das providências. Veja o relato da profissional da enfermagem abaixo:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.