Os trabalhadores da Transporter Segurança, que presta serviços para a Secretaria Municipal de Educação de São Luís, não receberam até agora dois meses de salários atrasados e o 13°. 

Ainda assim, eles são obrigados a comparecer ao local de trabalho. Sem dinheiro, eles estão tendo contas de água e luz cortadas, além de não ter como encarar o quitandeiro ao lado.

A situação é de penúria. Muitos já estão sem dinheiro para comprar comida e sustentar os filhos. O pior é que os donos da empresa alegam que a Semed não vem fazendo os repasses corretamente.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.