Os professores foram contratados pelo Governo do Estado e trabalharam dando aulas de revisão para alunos que enfrentaram as provas do Enem em 87 cidades, mas não receberam até agora. 

O governo, através da Secti, sob a coordenacao da Fsadu, (fundação Sousandrade) ainda não efetuou o pagamento das ultimas aulas realizadas nos interiores e em São Luís ocorridas no inicio de outubro/2018.

Quando os professores entram  em contato com a coordenação do programa a informação recebida é a de que  a Sousandrade não recebeu os repasses.

E ao que tudo indica, assim como passaram o natal na seca, a entrada do novo ano será na pindaíba.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.