O deputado Yglésio Moyses (PSB) subiu à tribuna, na Assembleia Legislativa do Maranhão, nesta terça-feira (12), para denunciar falta de infraestrutura na Escola Dom Delgado, na Vila Cascavel, zona rural de São Luís. De acordo com o parlamentar, com o retorno das aulas presenciais, alunos estão tendo que conviver em um cenário degradante de infraestrutura escolar.

Deputado Yglésio

“Ano passado foi o ano que teve menor investimento público na capital. Estudante está comendo bolacha com suco na escola, quem não está tendo aula presencial, não recebe cesta básica. Isso é cuidado com a educação”, iniciou o deputado.

Segundo o parlamentar, o aumento de 30% do reajuste salarial foi apenas para 149 professores, nível médio, da rede municipal de São Luís. “Ano passado, a capital teve aumento de 27% do Fundeb, mais de 30% do FPM. Mais de 50% das escolas não foram reformadas. Isso é um verdadeiro desrespeito com a educação”, complementou.

Saúde em São Luís

Ainda durante a sessão, o deputado falou sobre a situação do Hospital Djalma Marques (Socorrão I). De acordo o parlamentar, o prefeito de São Luís, Eduardo Braide, têm realizado uma “maquiagem” para mascarar o real cenário da unidade de Saúde.

“Na semana passada, eu fiz uma denúncia falando sobre a problemática dos profissionais de Saúde do Socorrão I. Estranhamente, no final de semana, fizeram um grande mutirão de esvaziamento hospitalar. Misteriosamente, os pacientes desapareceram do corredor. O prefeito foi para as redes sociais bater foto e dizer que ele estava limpo para tentar plantar uma falsa realidade em relação ao que de fato é o dia a dia daquele hospital”, iniciou o deputado Yglésio.

De acordo com Yglésio, os pacientes tem sido encaminhados para o Hospital Santa Casa e que os próprios funcionários do Socorrão I enviam mensagens e fotos sobre o que está acontecendo na unidade.

O prefeito busca mascarar a realidade da Saúde pública de São Luís. Ao invés de resolver o problema das urgências, da dificuldade de filas de marcação de ambulatórios, ele está colocando uma mão de tinta em Unidade Básica e chama de Clínica da Família”, continuou o parlamentar.

Ainda segundo o deputado, o hospital Santa Casa está há três meses sem pagar salários, tendo em vista a dificuldade de repasse. “A Santa Casa está em uma situação deplorável de estrutura, mulheres e homens na mesma enfermaria, tudo isso com a conivência da prefeitura”, disse.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.