O blog recebeu uma grave denúncia de trabalhadores que se sentem perseguidos e lesados por terem seus direitos esquecidos por parte da direção da unidade da Funac de Paço do Lumiar – Centro Socioeducativo de Internação Sítio Nova Vida, órgão vinculado a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop).

Centro Socioeducativo de Internação Sítio Nova Vida

Os prestadores de serviços são mal remunerados haja vista que o local oferece riscos. Eles relatam que não estão recebendo os benefícios previstos em lei. “Um total descaso: não temos coisas básicas como transporte, adicional noturno e até mesmo 1/3 de férias não recebemos”, nos conta um trabalhador que será mantido no anonimato por medo de represália.

Para piorar a situação dessas pessoas, a diretora da unidade, Sorimar Saboia, recentemente alterou a escala de 12×60 para 12×36 mesmo sabendo que a jornada de trabalho é exaustiva e não houve nenhum reajuste a estes servidores.

O Blog também tomou conhecimento de um caso de suicídio ocorrido nas dependências da unidade de ressocialização. O fato ocorrido foi abafado para evitar escândalos.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.