Uma ponte que sofre reformas e liga o principal bairro de Coroatá ao centro da cidade, tem dois meses que deixou moradores isolados e vem causando transtornos. Por ser uma MA, é de competência do Estado.

Não existe no local nenhuma placa informando o valor da obra, nem a empresa que está fazendo. Por causa dos serviços que não são concluídos, as pessoas estão proibidas de passar de carro ou moto. Os doentes estão atravessando nas redes ou macas, como mostra a imagem abaixo:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.