O governo fez publicar ontem no Diário Oficial da União dois atos de suspensão de nomeações, incluindo a da arquiteta Luciana Rocha Feres, que substituiu Kátia Bogéa (foto abaixo) na direção do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Iphan. Foi divulgado também o ato que tornou sem efeito a nomeação do jornalista Sérgio Campos para o cargo de presidente da Fundação Palmares.

Kátia Bogéa vinha no cargo desde o governo de Michel Temer e muitos apontam que a nomeação foi atendendo a um pedido do ex-presidente José Sarney. E permaneceu no cargo por indicação do ministro do Turismo, sob a proteção de Sarney, que nos últimos dias tem feito manifestações contrárias ao modo de governar de Jair Bolsonaro.

Bolsonaro exonera Kátia Bogéa da presidência do Iphan e nomeia Luciana Feres

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.