O Governo do Estado do Maranhão, encaminhou em dezembro de 2016 Projeto de Lei 10.542/2016 aumentando os impostos sobre a gasolina. Aprovado pela maioria dos deputados, desde então o estado fatura 26% de ICMS sobre o combustível. No Rio de janeiro, que atravessa um das suas piores crises financeiras, o governador Luiz Pesão reduziu para 12% o ICMS que incide sobre óleo diesel. No Maranhão, paga-se 17% do imposto sobre o diesel. Governador, por favor, reduza os impostos sobre os combustíveis!

A situação hoje no Maranhão é de caos, apesar das medidas tomadas pela Justiça Federal para que os caminhoneiros voltem ao trabalho e a situação se normalize. Tenha pena da população, senhor governador!

O presidente da Associação Maranhense dos Supermercados (Amasp), empresário Wilson Mateus, informou que hoje, em boa parte dos comércios, as prateleiras nos setores de hortifruti e de panificação estão vazias. Se perdurar a situação, na segunda-feira será muito pior.

Nos postos as filas continuam enormes com a procura por combustíveis, atrapalhando o trânsito e aumentando o medo de que possam pregar numa rua ou avenida por falta de gasolina, ainda mais se for durante o período da noite.

Portanto, Excelentíssimo Senhor Governador Flávio Dino, olhe para essa população sofrida e reduza já as alíquotas que sobre os preços dos combustíveis.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.