Mais uma mulher vítima de violência sexual e mantida em cárcere privado foi resgatada no Maranhão, desta vez no município de Grajaú.

Foto Reprodução

Uma ação integrada entre a Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Municipal prendeu um homem que deixava a esposa trancada na residência do casal e a estuprava. O agressor foi preso em flagrante em seu local de trabalho, um estabelecimento comercial.

Os agentes de segurança foram informados que a vítima se encontrava em cárcere privado e que tinha sido abusada sexualmente. Com base nas informações uma equipe da Polícia Militar se dirigiu até a residência da vítima e conseguiu fazer o resgate. Ao tomar conhecimento do fato, a Polícia Civil com apoio da Guarda Municipal saiu em diligência no intuito de localizar e prender o agressor, tendo êxito ao final.

Segundo a Delegacia de Polícia de Grajaú, a vítima em depoimento relatou todos os abusos sexuais sofridos e que o companheiro a mantinha em cárcere privado. Por sua vez, o investigado afirmou que havia deixado a vítima trancada na residência, porém alegou que as relações sexuais eram consentidas.

Após a lavratura do auto de prisão em flagrante, o preso foi encaminhado para à Unidade Prisional de Grajaú. Tal ação policial, faz parte da “Operação Resguardo” que visa combater crimes de violência contra à mulher.

Outro caso

Outro crime similar a este foi registrado em Boa Vista do Gurupi. No último dia 16, uma mulher foi resgatada após viver três meses em um cativeiro em mata fechada e sofrer tortura e estupro. O agressor encontra-se preso pelos crimes de sequestro com fins libidinosos, estupro e tortura. Relembre AQUI

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.