Advogados do médico veterinário Daniel Leite Cardoso, que assassinou ontem à noite, quarta-feira (09), com nove tiros o empresário Eduardo Viégas, já estiveram em contatos com o delegado da SHPP que cuida do caso para acertar horário de apresentação do acusado.

Para evitar a presença da imprensa, o Blog do Luis Cardoso foi informado que  a tomada de depoimento deve ser feita na noite de hoje, quinta-feira (10), mas é provável que contra o veterinário deve ter sido decretada prisão temporária e posteriormente transformada em preventiva.

As imagens do circuito de  câmeras de monitoramento interno da Prontoclínica já foram entregues para a polícia, onde toda a dinâmica do crime mostra as discussões, agressões, e o momento dos nove disparos disparados contra a vítima, sendo a maioria na região da cabeça e um na mão da companheira de Eduardo Viégas.

A briga começou depois que o empresário dono da Pizzaria Tio Tomate reclamou dos preços de procedimentos em um gato da sua propriedade e e seguida da ausência de  nota fiscal. Viégas começou a  filmar o veterinário, que teve seu celular quase tomado e reagiu com um soco. Foi o suficiente para Daniel sacar de um pistola 380 e efetuar os disparos.

Delegado conta detalhes de como ocorreu a morte de empresário dentro da Prontoclínica em São Luís

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.