Allef Gonçalves, 24 anos, confessou em depoimento à delegada Viviane Fontenelle, do Departamento de Feminicídio, que matou a jovem Jessimara Cristian Marques Pacheco (foto abaixo), 24 anos, por ela impedir que ele recorre ao suicídio. 

Em depoimento confuso, Allef disse que por ser depressivo tentou três vezes o suicídio, mas que a jovem, com quem estava morando uma semana em um hotel no São Cristóvão, o impediu da morte. E que na sexta-feira, dia 07, queria apenas desacordar Jessimara, mas acabou asfixiando a vítima com um cabo de notebook.

Ora, se ele estava tentando o suicídio, então teve mais motivos para concretizar seu intento. Ao contrário, depois de matar a  jovem, que conhecera uns três anos antes só pela rede social, tratou de fugir do local e ficou perambulando por São Luís.

Polícia prende homem que conheceu mulher na internet e a matou em São Luís

Ele foi preso quando estava no Rio Anil Shopping, de posse do celular da vítima. Allef é natural de Guarulhos, São Paulo.

A vítima deixou uma filha de oito anos.

Veja também:

Ao chegar em casa, policial encontra esposa com outro e mata os dois, em São Luís

Mais um caso de feminicídio: Jovem é estrangulada dentro de quarto de hotel em São Luís

Mais um caso de feminicídio: marido mata esposa a facadas no Maranhão

Feminicídio em São Luís! Homem mata a esposa dentro de casa na Forquilha

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.