O maqueiro assistiu ao jogo em que o Flamengo se sagrou campeão da Taça Libertadores da América e em seguida saiu para comemorar com um amigo que também estava de plantão. Na volta, embriagado, Wanderley dos Santos Silva, 52 anos, concluiu a comemoração fazendo sexo, mas com o cadáver de uma moça que estava pronto para ser necropsiado. 

O médico de plantão e diretor do IML foi à sala de necropsia em Manaus (AM) quando deparou com o maqueiro transando com o cadáver. O funcionário pulou já vestindo a calça. No dia seguinte ele foi exonerado juntamente com o colega de trabalho que estava bêbado.

Com mais de quatro anos de trabalho, o maqueiro está sendo investigado para saber se o fato repugnante já vinha ocorrendo outras vezes. O crime de vilipêndio cometido pelo maqueiro pode resultar em um a três anos na cadeia.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.