O padre Casemiro, 71 anos, disse suas últimas palavras: “não faz isso, não faz isso”,  aos bandidos que assaltaram a paróquia e cometeram o latrocínio. O caseiro José Gonzaga da Costa foi encontrado com a boca cheia de plástico e amarrados pés e mãos.

O crime foi cometido na noite de sábado depois que o padre realizou a missa da noite na Igreja Nossa Senhora da Saúde, em Brasília. O religioso foi atacado no anexo da igreja onde fica a casa paroquial. Ele teve os pés e mãos amarrados e depois estrangulado com arame, na 702 Norte.

Igreja tem objetos roubados e padre morre estrangulado

Desde ontem que o clima é de comoção e revolta entre os fiéis, que ainda acompanham hoje, dia 23, segunda-feira, o velório. A polícia de Brasília investiga o caso para encontrar os autores do assassinato, que levaram dinheiro e objetos valiosos do padre e da igreja.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.