O fato aconteceu na noite de ontem, terça-feira (7), na Vila Natal, em Pedrinhas, por vota das 22. Um motorista do aplicativo Uber foi executado com três tiros na cabeça por um grupo que chegou ao local onde o profissional do volante estava namorando dentro do carro, um Fiat Punto preto.

De início imaginaram tratar-se de latrocínio (roubo seguido de morte), mas o delegado George Chaves, da Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoa informou hoje que a morte de Diego Ribeiro da Silva, de 35 anos, não está relacionado a profissão dele. E disse que a polícia já sabe quem matou o motorista e que a prisão será feita com brevidade.

A vítima havia morado na Vila Natal e estava com a namorada dentro do carro quando foi executado. Ele ainda chegou a ser levado para o Socorrão I, mas não resistiu e veio a óbito. Atualmente Diego Ribeiro morava no conjunto Novo Tempo, no Cohafuma.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.