A morte do delegado da Policia Federal, Mauro Sérgio Salles, ocorrida hoje de manhã na residência da autoridade no bairro do Morumbi, São Paulo, tem características semelhantes ao assassinato de que foi vítima o delegado, também da PF, no Maranhão, David Farias Aragão, morto no sábado, dia 05, na Praia do Meio, Araçagy, numa casa de praia da família. Lá, assim como aqui, os bandidos entraram por uma casa ao lado onde não estava ninguém para assaltar e acabaram matando a autoridade policial que reagiu a ação dos meliantes.

Policiais rendem dupla que tentou assaltar delegado da Polícia Federal   (foto G1)

Em São Paulo, o delegado Salles, que foi socorrido mas não resistiu e veio a óbito, conseguiu atingir um dos bandidos no braço. Aqui em São Luís, o delegado David Aragão também atingiu um dos bandidos no braço, mas foi esfaqueado, baleado e levado ao hospital, onde morreu.

Os bandidos que mataram o delegado paulista foram presos minutos depois, na casa abandonada ao lado. Aqui, um foi presos quando fazia curativo na UPA da Vila Luizão e os outros dias depois.

Na Praia do Meio a autoridade policial estava com a família comemorando o aniversário da filha de cinco anos no momento do assalto. No Morumbi, o delegado da PF estava com a família, a esposa e uma filha de 16 anos que presenciaram as cenas.

Um dos bandidos que assassinou o delegado Mauro Salles estava em liberdade condicional, do indulto dos Dia das Mães, e teria que retornar amanhã ao presídio.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.