O empresário Otávio Ribeiro (foto abaixo), dono da Grand Fitness, foi mais uma vítima de assaltos desenfreados que acontecem todos os dias em São Luís e que deixam a população em pânico. Ele foi assaltado na mesma noite (sábado, dia 05) em que bandidos mataram o delegado da PF, David Farias Aragão. Tavinho, como é mais conhecido, mesmo entregando todos os pertences aos bandidos, ainda levou tiro na região do olho e ficou com a bala alojada na cabeça.

O caso de Tavinho é mais um dentre tantos outros em que a população indefesa assiste na capital. Os bandidos agem com violência. Tomam tudo e, sem a menor necessidade, por pura crueldade, atiraram para matar.

O jovem dono de academia estava na porta da casa do pai, na rua do antigo Jaguarema, quando os dois bandidos se aproximaram em uma moto. Armados, anunciaram o assalto, pegaram os celulares da vítima e, sem precisão nenhuma, atirar no rosto do rapaz.

Vejam no vídeo abaixo a cena de crueldade. O rapaz, após o tiro na região rosto, indefeso, tentando correr, enquanto os bandidos fogem tranquilamente.

Enquanto o rapaz permanece deitado em um leito do Hospital São Domingos, aguardando pelos médicos a cirurgia que pode ou não levá-lo a ficar sem um olho, os bandidos planejam novos assaltos, futuras vítimas.

E se eles, por acaso, forem presos, a Justiça os mandará de volta para ruas. E nós, aqui fora, que já vivemos em nosso lares como presídios, nem temos a quem recorrer.

Veja o vídeo e pergunte: é este o país que queremos viver?

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.