Encerrou nesta madrugada de quarta-feira, dia 28 deste, o julgamento do traficante Adão José de Sousa, 43 anos, acusado de comandar o estupro coletivo contra quatros menores no ano de 2015, na cidade de Castelo, no Piauí.  Ele negou participação no crime, mas foi condenado a 100 anos e oito meses de prisão.

Adao

O juri terminou por volta das 4h de hoje e o juiz Leonardo Brasileiro entendeu que o criminoso participou sim do estupro como comandante do ato criminoso.

O crime foi bastante divulgado na época e deixou abalado o estado do Piauí pelo requinte de perversidade cometido. No dia 27 de maio daquele ano, quatro adolescentes foram estupradas e agredidas por um grupo de homens na cidade de Castelo.

Elas foram ainda empurradas em um penhasco de mais de oito metros de altura e uma das meninas morreu uma semana depois.

O estupro comandado por Adão teve a participação de adolescentes que foram recolhidos em um centro de recuperação, sendo um assassinado no local.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.