Ministério da Saúde autoriza Estados e Municípios a vacinarem toda população acima de 18 anos

    Metrópoles

    O Ministério da Saúde publicou, nesta sexta-feira (28/5), a nota técnica que define os novos critérios de vacinação, estabelecidos no Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19.

    Foto Reprodução

    Com a organização recém-anunciada, estados e municípios terão permissão para vacinar a população geral de 18 a 59 anos, por ordem decrescente de idade. A aplicação de imunizantes para grupos prioritários, entretanto, deve ser mantida. Além disso, a vacinação de trabalhadores da educação será iniciada em paralelo à da população geral.

    A decisão foi tomada na noite de quinta-feira (27/5), durante reunião da Comissão Intergestores Tripartite (CIT). A CIT conta com a participação de representantes do Ministério da Saúde, do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde (Conasems).

    Conforme o Metrópoles mostrou na quinta-feira, a CIT relatou que alguns municípios têm enfrentado baixa demanda de vacinação de grupos prioritários. Por isso, os gestores decidiram que essas cidades poderão vacinar a população geral, por ordem decrescente de idade, mas devem garantir que a imunização de grupos de risco não seja afetada. A medida também deverá observar o estoque de vacinas disponíveis e previstos.

    Esse grupo poderá começar a ser imunizado, de maneira escalonada e por faixas etárias decrescentes, desde que a vacinação dos grupos prioritários restantes seja mantida e cumprida, de acordo com a ordem estabelecida pelo PNO”, informou a pasta.

    Trabalhadores da educação

    A orientação do Ministério é que a imunização dos trabalhadores da educação respeite a seguinte ordem:

    Creches;
    Pré-escolas;
    Ensino Fundamental;
    Ensino Médio;
    Profissionalizantes;
    Educação de Jovens e Adultos (EJA);
    Ensino Superior.

    “A motivação da priorização dos profissionais da educação se deve aos impactos sociais ocasionados pela Covid-19, com a necessidade de volta às aulas presenciais. As creches e escolas contribuem não só para a educação de milhares de brasileirinhos como também garante a segurança alimentar das crianças”, informou a pasta.

    Leia aqui a Nota Técnica na íntegra

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Com 38 indianos hospedados na capital, Maranhão anuncia fiscalização em portos e aeroporto

    Após confirmada a presença de 38 indianos hospedados em hotel de São Luís, o governo do Maranhão, emitiu uma nota informando sobre os protocolos adotados a fim de controlar a propagação de novas variantes do coronavírus no Estado. Confira a seguir.

    Governador Flávio Dino

    O Governo do Maranhão vem informar que:

    1. Compete à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), órgão do Governo Federal, o controle e a autorização de embarque e desembarque no país, como determina o seu protocolo de maio de 2020;

    2. Na tarde desta terça-feira (25), o Governo do Estado recebeu comunicação oficial da Prefeitura de São Luís informando a presença de uma tripulação composta por 38 indianos hospedados em hotel na capital que, segundo o Governo Federal, cumpriram os requisitos do protocolo para entrada em solo nacional, dentre os quais exame negativo de RT-PCR para Covid-19;

    3. Tão logo informado pela prefeitura, o Governo do Maranhão enviou equipe que realizou testes do tipo RT-PCR nos tripulantes, funcionários e hóspedes do referido hotel;

    4. A equipe da Vigilância Estadual encaminhou os testes para o Laboratório Central de Saúde Pública do Maranhão (LACEN/MA), para posterior envio ao Instituto Evandro Chagas;

    5. Em face deste fato, mesmo respeitando que no caso de portos e aeroportos a fiscalização é federal, o governador do Estado está editando Decreto com uma camada adicional de fiscalização, em complementação ao trabalho do Governo Federal. Com isso, todos os navios, portos e hotéis passam a ser obrigados a notificar à Vigilância Sanitária Estadual os casos de embarque, desembarque e hospedagem de tripulantes estrangeiros que podem, eventualmente, implicar na proliferação de novas variantes do coronavírus.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Três navios provindos da Índia encontram-se fundeados na costa de São Luís

    ASSIM QUE É

    Dentre os cerca de 30 navios que estão fundeados nas costas de São Luís, aguardando autorização para atracarem no Complexo Portuário de São Luís, três deles são provenientes da Índia e estão passando ou vão passar por inspeção para saber se há tripulantes a bordo com covid-19 e, em caso positivo, se se trata da variante indiana.

    Foto: Reprodução

    Desde o último dia 13, um marujo do navio Shandong Da Zi, de bandeira de Hong Kong, encontra-se hospitalizado em São Luís, com diagnóstico de covid-19, tendo sido constatado que se trata da cepa inicialmente identificada na Índia. O Shandong Da Zi não provinha daquele país asiático, mas a tripulação contratada na África do Sul é composta em sua maioria por indianos.

    Desta vez, os navios provêm diretamente de portos da Índia. São eles: o Semirio, que chegou ontem, 24, à área de fundeio de São Luís; o Mariperla (dia 19); e o Hannes Oldendorff (dia 15). Eles navegam sob as bandeiras das Ilhas Marshall, Malta e Portugal, respectivamente. Todos os três são transportadores de minério. Até o momento, as autoridades sanitárias maranhenses não se pronunciaram sobre o caso.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Braide garante mais 300 mil doses extras de vacina contra a Covid em visita do ministro da Saúde em São Luís

    O prefeito Eduardo Braide garantiu, durante a vinda do ministro da Saúde Marcelo Queiroga a São Luís, na tarde deste domingo (23), mais 300 mil doses extras da vacina contra a Covid-19 para a Grande São Luís.

    Eduardo Braide e o ministro Marcelo Queiroga

    O pedido feito pelo Município vai permitir que a capital maranhense avance ainda mais na Campanha Municipal de Vacinação conforme Plano Nacional de Vacinação (PNI).

    Estamos contando com o apoio do Ministério da Saúde não só para o enfrentamento da pandemia, mas, também, para essa variante da Índia que foi identificada aqui perto de São Luís. Fiz um pedido especial ao ministro para que pudesse conceder doses extras das vacinas ao município e obtivemos a garantia de que São Luís terá mais 300 mil doses para que a gente possa dar uma tranquilidade maior à população de São Luís”, destacou o prefeito

    Em vista da situação quanto à chegada da cepa indiana ao país e do pedido do prefeito de São Luís, o ministro garantiu mais doses de vacinas à Grande São Luís.

    O prefeito fez um pleito muito justo para ampliar a cobertura de vacinas em São Luís, que foi acatado pelo Plano Nacional de Imunização. Nós teremos [em São Luís] 5% a mais de vacina, aproximadamente 300 mil doses neste primeiro momento”, assegurou Marcelo Queiroga.

    Ainda no aeroporto, o ministro Marcelo Queiroga fez a entrega de uma carga de 600 mil testes rápidos para a detecção da Covid-19.

    Ministro conhece Centro Municipal de Vacinação

    Foto Divulgação

    Durante a agenda na capital, o ministro Marcelo Queiroga visitou as instalações do Centro Municipal de Vacinação instalado no Multicenter Sebrae (Cohafuma).

    Ele elogiou a organização das equipes de saúde que trabalham na imunização, gerenciadas pelo prefeito Eduardo Braide.

    A campanha de vacinação em São Luís é um orgulho para todo o Brasil e o que estamos vendo aqui, hoje, nessa estrutura, com as pessoas que são vacinadas com toda segurança, o que faz de São Luís uma das cidades que aplica a vacina de maneira eficiente. A vacinação é a esperança para pôr fim à pandemia da Covid-19”, enfatizou Queiroga.

    Diante do elogio, o prefeito Eduardo Braide agradeceu a atenção do Ministério da Saúde para com as demandas da capital e, mais uma vez, pelo atendimento ao pedido por mais vacinas.

    Agradeço toda logística do Governo Federal para o enfrentamento da pandemia e friso que todas as doses extras que vierem ao município de São Luís serão prontamente, e de forma segura, aplicadas na população, pois essa notícia enche de esperança e alegria o coração dos ludovicenses”.

    A agenda do ministro Marcelo Queiroga foi acompanhada pelo efetivo da Guarda Municipal de São Luís.

    Além do prefeito Eduardo Braide e do secretário municipal de saúde, Joel Nunes, também estiveram com o ministro, Marcelo Queiroga, o secretário municipal de Segurança com Cidadania, Marcos Affonso; o secretário de estado da saúde, Carlos Lula; e representantes tanto do Ministério da Saúde quanto da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Prefeito cumpre Recomendação do Ministério Público e edita Decreto com medidas rígidas em Barra do Corda

    Decreto passa a valer a partir desse sábado(22); fica proibido pelo prazo de 15 dias o funcionamento de academias, aulas presenciais em faculdades particulares e consumo de bebidas em bares entre outras restrições. Será multado quem transitar nas ruas sem máscara 

    O prefeito Rigo Teles acaba de assinar um novo de Decreto nº. 32, de 21 de maio de 2021 que dispõe sobre a prorrogação do Decreto Municipal nº. 31, de 17 de maio de 2021 e dá outras providências

    Rigo Teles recebeu ontem, quinta-feira(20), uma Recomendação do Ministério Público dando prazo de cinco dias para o gestor editar medidas rígidas para conter o avanço do coronavírus em Barra do Corda. O promotor de justiça, Guaracy Martins Figueiredo, disse na Recomendação que, caso a prefeitura não editasse medidas dentro de cinco dias, o Ministério Público acionaria a prefeitura na justiça.

    Segundo boletim epidemiológico, o CTC e UPA estão com lotação máxima em que os pacientes na maioria dos casos encontram-se em estado grave.

    O Decreto que passa a valer a partir de amanhã, sábado(22), diz o seguinte;

    CONSIDERANDO a recente recomendação SIMP 000578-281/2020 da 01ª Promotoria de Justiça da Comarca de Barra do Corda, na data de hoje, 20 de maio de 2021, que recomenda ao Município a adoção de medidas restritivas mais duras, sob pena de ação civil pública.

    – Determina o recolhimento domiciliar obrigatório de 21h às 05h;

    – . Fica determinado a partir do dia 22 de Maio de 2021 até o dia 06 de Junho de 2021 a suspensão de todas as atividades educacionais, tanto da rede pública como da rede privada de todos os níveis de ensino, podendo, entretanto, ser realizada de forma remota.
    – O funcionamento do comércio não essencial funcionará de Segunda a Sexta, das 06h00min às 17h00min, aos Sábados das 06:00min as 12:00min horas e aos Domingos fechado.

    – As festas no município continuam suspensas, em ambientes abertos ou fechados, inclusive nas chácaras, bem como a utilização de paredão de som, promovidos por entes públicos ou pela iniciativa privada;

    Restaurantes, lanchonetes, pizzarias, sorveterias e hamburguerias, podem funcionar até 21h, todos os dias, com 50% de sua capacidade, podendo após esse horário funcionar em sistema delivery até 24h;

    Venda de bebidas alcoólicas de Segunda a Sexta, das 06h00min às 17h00min, sendo proibido o consumo no estabelecimento, e aos Sábados e Domingos é proibida a venda de bebida alcoólica, incluindo distribuidoras, supermercados, bares, restaurantes e similares.

    Salão de beleza podem funcionar das 6h às 18h de segunda a sexta. Sábado e Domingo ficarão fechados.

    Uso obrigatório de máscaras continua vigente, como definido no Decreto Municipal nº 07 de 2021, sendo também determinado que no caso de pessoas transitando sem o uso de máscaras poderão responder pelas penalidades do crime de desobediência previsto no art. 330 do Código Penal e pelo crime de epidemia previsto no art. 267 do Código Penal, além de multa no valor de R$ 50,00 (cinquenta reis), que será revestida para o combate ao coronavírus (COVID-19).

    ATENÇÃO! Em caso de descumprimento das proibições e limitações constantes no presente decreto, ensejará a aplicação de interdição do estabelecimento por 48 horas e em caso de reincidência a suspensão da autorização de funcionamento por 01 (uma) semana e multa de R$ 50,00 (cinquenta reais) à R$ 1.000,00 (mil reais), que será revestida no combate ao coronavírus (COVID-19).

    Validade do Decreto: de 22 de Maio de 2021 até o dia 06 de Junho de 2021.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Após comprovada cepa indiana no Maranhão, Governo Federal anuncia barreira sanitária em portos e aeroportos no Brasil

    O Governo Federal anunciou hoje barreiras sanitárias em portos e aeroportos do país depois que foi confirmado um caso de um homem de 54 anos contaminado pela cepa indiana da covid-19.

    Dos 23 tripulantes do navio Shandong Zhi, fundeado na costa maranhense, seis foram detectados com a nova variante, que é mais letal e de rápida transmissão.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    URGENTE! SES confirma cepa indiana em navio ancorado no Maranhão

    O governo do Estado do Maranhão, através da Secretaria de Estado de Saúde, confirmou hoje o que todos temiam.  Os tripulantes do navio Mv Shandong Da Zhi, ancorado no Maranhão desde a semana passada, estão de fato infectados com a variante indiana da Covid-19.

    Navio MV SHANDONG DA ZHI

    O anúncio foi feito pelo secretário Carlos Lula, titular da SES que concedeu entrevista coletiva nesta quinta-feira (20). A cepa foi encontrada em seis amostras.

    Dos três tripulantes da embarcação que foram encaminhados para o UDI hospital apenas um segue internado. Os outros dois já retornaram para o navio.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Deputado Wellington solicita prioridade na vacinação de feirantes e comerciários

    O deputado estadual Wellington do Curso protocolou indicação solicitando que o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís inclua trabalhadores do comércio, feirantes e produtores rurais no grupo prioritário de vacinação contra à COVID-19.

    Foto Divulgação

    Ao justificar a solicitação, o parlamentar destacou que feirantes e comerciários são trabalhadores essenciais e estão mais expostos à contaminação devido ao contato com diversas pessoas diariamente e a utilização do transporte público para se deslocar para o trabalho.

    Comerciários, feirantes, bem como produtores rurais, são trabalhadores essenciais, responsáveis pelo abastecimento de alimentação, produtos e serviços para a população. Desde o início da pandemia, supermercados e feiras, por exemplo, nunca paralisaram suas atividades. Além disso, essas categorias são fundamentais para o equilíbrio da economia em nosso Estado. Diante disso, protocolei indicação solicitando ao Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís, que inclua comerciários, feirantes e produtores rurais no grupo prioritário de vacinação contra à COVID-19. Essas profissões, estão, diariamente, em contato próximo com as pessoas e, mesmo com os cumprimentos dos protocolos sanitários de combate à pandemia nos estabelecimentos comerciais e nas feiras, essas pessoas estão mais expostas à contaminação, inclusive no transporte público que é o meio de transporte mais utilizado por esses trabalhadores. Por fim, acreditamos que a imunização desses trabalhadores será fundamental para conter a disseminação do coronavírus no Maranhão, tenho em vista que grande parte da população trabalha no comércio. Já fui feirante e sei que essas pessoas estão sempre trabalhando, dispostas para levar o que há de melhor para os consumidores”, disse Wellington.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Apresentador da TV Mirante, Júnior Albuquerque testa positivo para a Covid-19

    O jornalista que comanda o JMTV primeira edição, na TV Mirante, filiada da Rede Globo em São Luís, Júnior Albuquerque, testou positivo para a Covid-19. 

    Foto Reprodução

    O próprio apresentador postou nas redes sociais:  “Exame positivo para COVID-19. Alguns sintomas, isolamento, medicação e obediência as condutas médicas para que tudo esteja sob controle. Fé em Deus acima de tudo, Ele sabe todas as coisas”. 

    Teste laboratorial

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Assembleia aprova decretos de calamidade pública em mais dois municípios do Maranhão

    O Plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, na sessão desta terça-feira (11), dois projetos de decretos legislativos com pedidos de reconhecimento do estado de calamidade pública em Caxias e Governador Nunes Freire, em decorrência da Covid-19. Agora, os projetos vão à promulgação.

    Foto Reprodução

    O presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Assembleia, deputado Adelmo Soares (PCdoB), é o relator dos dois projetos de decretos. De acordo com os pareceres, a iniciativa visa facilitar aos gestores municipais a contratação de serviços e a aquisição de produtos e medicamentos importantes para o enfrentamento da pandemia.

    A Assembleia já reconheceu, em sessões anteriores, o estado de calamidade pública em 60 municípios maranhenses, entre eles, Riachão, Nina Rodrigues, Magalhães de Almeida, Bela Vista, Luís Domingues, Porto Rico, Amapá, Graça Aranha, Formosa da Serra Negra, Tuntum, Vitorino Freire, Barreirinhas, Vitória do Mearim, Barra do Corda, Conceição do Lago-Açu, Afonso Cunha, Balsas, Lago da Pedra, Pinheiro, Cândido Mendes, Fortaleza dos Nogueiras, Duque Bacelar, São Bernardo, São Luís Gonzaga, Cantanhede, São Raimundo das Mangabeiras e Alto Alegre do Maranhão.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

    Flávio Dino prorroga medidas sanitárias mas libera retorno de eventos

    O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou ainda há pouco, em coletiva de imprensa, a flexibilização de algumas medidas restritivas no Estado no que se refere pandemia da Covid-19.

    Governador Flávio Dino

    Após muita pressão, a partir da próxima segunda-feira (10), eventos de pequeno porte com capacidade de até 50 pessoas podem ser realizados. Música ao vivo em bares e restaurantes poderão acontecer a partir do dia 15, mas até às 23h. E a partir do dia 17 de maio, eventos com até 100 pessoas estarão liberados.

    As demais medidas restritivas seguem em vigor até o dia 24 de maio.

    Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.