Um homem de identidade não revelada sofreu infarto dentro de um navio dos Estados Unidos atracado no Porto do Itaqui, mas foi inicialmente confundido de ter sido atacado pelo Coronavírus. Foi o suficiente para causar uma enorme confusão no local e todos queria o isolamento da navegação.

Atendido por médicos com máscaras, o homem foi levado ao Hospital UDI, sob sigilo, mas ficou constatado que ele estava infartando, com fortes dores na cabeça e formigamento no braço.

Abaixo a nota de esclarecimento da EMAP: 

“A EMAP – Empresa Maranhense de Administração Portuária informa que nesta quinta-feira, 6, um tripulante do navio Condor Arrow, procedente dos Estados Unidos, precisou de cuidados médicos por apresentar dor de cabeça e formigamento no braço. O Plano de Emergência foi acionado e imediatamente o tripulante foi levado de ambulância para o Hospital UDI, onde foi constatado um infarto. O navio atracou no Porto do Itaqui no dia 3 após obter a Certidão de Livre Prática da Anvisa, que atesta não haver a bordo doenças de risco epidemiológico. A operação do navio segue normalmente e as equipes de Saúde e Segurança da EMAP e da ANVISA seguem em alerta para combater a entrada do coronavirus. A EMAP informa, ainda, que não há suspeitas de coronavírus no Porto do Itaqui, nem, tampouco, qualquer navio isolado em nossa área primária. O Porto do Itaqui conta com um Plano de Contingência para Assuntos de Interesse Internacional em Saúde Pública e segue as orientações da Organização Mundial de Saúde e do Ministério da Saúde cabíveis aos pontos de entrada (portos e aeroportos). Caso esse Plano de Contingência seja acionado, o navio não recebe a autorização da Anvisa para atracar e a inspeção da embarcação é feita ainda na área de fundeio. No dia 30 de janeiro, recebemos a Anvisa em nosso porto para uma reunião técnica e de alinhamento de ações de controle que estão sendo tomadas em todo o país”.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.