Chuvas torrenciais deixam São Luís um caos

Desde ontem, por volta das 18h, que chove sem parar em São Luís, capital do Maranhão. Por mais de 14h a chuva foi intensa, causando enormes estragos á cidade e sua gente.

Durante a madrugada sugiram diversos pontos de alagamentos, principalmente nas áreas periféricas em São Luís. Na Avenida Colares Moreira no cruzamento com a Rua Azulões, no Renascença II, formou-se uma imensa lagoa deixando sem acesso a loja Noivas e Trajes e o Curso Wellington. Um motorista menos atento caiu no lago, conforme foto abaixo.

Pior mesmo aconteceu na madrugada e até ainda pouco, por volta das 09hs, quando o rio paciência transbordou entre a Forquilha e Maiobinha. No trecho, ninguém pode ir e nem vir e o jeito foi utilizar as alternativas, pelo Araçagi para chegar no Maiobão ou pela Cidade Operária.

A cidade, na verdade amanheceu um caos. Igual aquelas cenas do Iraque bombardeado.

Avenida Colares Moreira, Renascença II.Cruzamento da Rua Azulões com Avenida Colares Moreira, Renascença II.
Cruzamento da Rua Azulões com Avenida Colares Moreira, Renascença II.Cruzamento da Rua Azulões com Avenida Colares Moreira, Renascença II.
Estrada de Ribamar alagada por conta do Rio Paciência que transbordou desde cedo.Estrada de Ribamar alagada por conta do Rio Paciência que transbordou desde cedo.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Prefeitura assina convênio com a Caixa para projetos de infraestrutura

São_Luís_MontagemA Superintendência Regional da Caixa Econômica Federal do Maranhão deverá investir em 2013, a quantia de 400 milhões de reais em projetos de logística (sistema viário) e infraestrutura (drenagem e sistema de esgoto) em São Luís. Os recursos são provenientes de fundos do Governo Federal.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (27) pelo superintendente Regional, Hélio Luiz Duranti, durante reunião com o prefeito Edivaldo Holanda Júnior e os secretários de Planejamento, Projetos Especiais, Desportos e Lazer e de Trânsito e Transporte.

Duranti informou ainda, que a CEF está avaliando um pedido de financiamento da Prefeitura no valor de R$ 100 milhões para custear o projeto de revitalização das ruas. Com o objetivo de melhor administrar estes recursos, a equipe da CEF assinou um convênio de cooperação técnica com a Prefeitura.

O prefeito Edivaldo enfatizou a importância da parceria entre a CEF e a Prefeitura. “Todos sabem sobre a situação em que a cidade se encontra. São muitos problemas, muitas dívidas e poucos recursos disponíveis. Estamos buscando apoio nas instituições federais para reerguer a cidade”, enfatizou.

O representante da CEF na Secretaria de Planejamento (Seplan), Murilo Alvarenga, falou do objetivo do convênio entre as duas instituições: “Prestar assistência ao município para dar maior aceleração na aprovação de contratos de habitação e infraestrutura”.

Ele lembrou que algumas obras financiadas pelo Governo Federal como o canal do Tropical Shopping e as drenagens da rua Cônego Tavares e da avenida João Lisboa não foram concluídas. “Essas e outras obras serão retomadas e nosso objetivo é que sejam concluídas o mais rápido possível para que a população possa usufruir do benefício”, informou.

O secretário de Planejamento, José Cursino Raposo, ressaltou a importância da adequação das demandas dos órgãos da Prefeitura ao montante de recursos previstos no orçamento. “Há um esforço concentrado para liberar recursos que nos possibilitem o desenvolvimento da cidade. Com a assistência técnica da CEF haverá uma aceleração no acesso e captação de recursos”, disse.

Também participaram da reunião os assessores especiais da Prefeitura Geraldo Castro e Ted Lago, o coordenador da Gerência de Desenvolvimento Urbano e Rural, Antony Christier, a Gerente Regional de Governo, Lucenita Pereira e o Gerente Geral da Agência Gonçalves Dias, Cadmo Aristão.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

MPF/MA propõe ação civil contra o município de São Luís por conta de riscos que comprometem as operações aéreas

urubus_aeroporto-200x200O Ministério Público Federal no Maranhão (MPF/MA) propôs ação civil pública, com pedido de liminar, contra o município de São Luís, com o objetivo de reduzir o risco de acidentes aéreos ocasionados por colisão entre aviões e aves que circulam nos arredores do Aeroporto Marechal Cunha Machado.

A Infraero identificou diversos pontos que são atrativos de aves, especialmente urubus, para a Área de Segurança Aeroportuária (ASA), como depósitos irregulares de lixo, granjas e matadouros, que funcionam no entorno do aeroporto, ou mesmo na região central da cidade de São Luís.

A pedido do MPF/MA, o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) vistoriou as áreas indicadas e encaminhou relatório à Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp), para adoção de providências. Apesar de notificação, os problemas persistem sem que providências definitivas sejam adotadas pelo município, especialmente quanto à gestão dos resíduos sólidos.

Acúmulo de lixo – O depósito de resíduos sólidos em toda a extensão do entorno do sítio aeroportuário pelos moradores das comunidades vizinhas, combinado com a insuficiência da atuação municipal, multiplica os pontos atrativos de pássaros e comprometem a segurança das operações aéreas. Além destes pontos, o Mercado do Peixe e um frigorífico (Frigorífico J.B.) localizado dentro da ASA, também se apresentam como grandes atrativos de urubus, por conta do despejo inadequado de lixos nos seus arredores.

Conforme apontado pelo MPF/MA, as atividades de limpeza pública são de responsabilidade da prefeitura, a quem cabe tomar as providências necessárias que melhorem as condições das vias adjacentes ao aeroporto e demais áreas que funcionam como depósitos irregulares de lixo, que colocam em risco as operações de pouso e decolagem das aeronaves.

Em caráter liminar, o MPF/MA pede que a prefeitura faça a remoção dos resíduos sólidos depositados nos pontos indicados, adote medidas para evitar que tais pontos continuem funcionando como depósitos de lixos irregulares e fiscalize, por meio dos órgãos municipais competentes, os empreendimentos situados na ASA, a fim de evitar o lançamento de resíduos em desconformidade com os parâmetros ambientais.

Requer, ainda, que o município seja obrigado a recolher de maneira eficaz e diária os resíduos dos bairros próximos ao aeroporto Marechal Cunha Machado e demais pontos, e realize estudo técnico necessário ao uso e ocupação do solo na ASA, compatível com o Programa Nacional de Gerenciamento do Risco da Fauna.

Outras ações – Em outro processo que tramita na Justiça Federal do Maranhão, o MPF/MA acionou o município de Paço do Lumiar, com o objetivo de sanar problemas parecidos ocasionados pelo Aterro de Paço do Lumiar. O Ministério Público Estadual, através da Promotoria de Meio Ambiente, também acionou o Estado do Maranhão, o município de São Luís e a extinta Companhia de Limpeza e Serviços Urbanos (Coliseu), e obteve decisão da Justiça Estadual determinando diversas providências para corrigir o risco em função da presença de aves nos arredores do aterro da Ribeira.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Assaltos e arrombamentos deixam moradores do Recanto dos Vinhais em Pânico

inseguranca-publicaDifícil um dia em que não são registrados na Delegacia dos Vinhais assaltos e arrombamentos no Recanto dos Vinhais, assim como no Cohafuma, Planalto Vinhais e Vinhais.

No Recanto dos Vinhais as famílias fecham suas residências mais cedo e de lá não saem mais pra lugar  nenhum, até que o dia amanheça. Ainda assim os assaltos e arrombamentos acontecem em pleno dia.

As pessoas vítimas dos assaltos passam por constrangimentos, são torturados, além dos seus pertences levados. O próprio titular do blog teve sua casa arrombada. O caso começou a ser investigado pela Seic e agora pela Delegacia dos Vinhais.

A falta de segurança nestas três áreas de classe média e média alta, que paga altos impostos, é constante e assustadora. Para que se tenha idéia, existe apenas uma viatura para cobertura nos três bairros. Enquanto isso, os bandidos deitam e rolam

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Prefeitura de São Luis entrega 200 títulos de propriedade a famílias do Coroadinho

“Hoje é uma data histórica, um dia muito feliz, porque damos o pontapé inicial de um projeto arrojado, que tem um grande alcance social, e que resgata um trabalho iniciado no começo da década de 90”, declarou Edivaldo Holanda Júnior, lembrando que a regularização fundiária em São Luís foi iniciada, há mais de 10 anos, pelo então prefeito Jackson Lago.

tittulos

Segundo Edivaldo Holanda Júnior, o trabalho feito por Jackson Lago não foi prosseguido pelos sucessores e acabou ficando relegado ao esquecimento. “Esta luta foi iniciada pelo prefeito Jackson Lago, que trabalhou muito e tinha um carinho muito grande por esta cidade. E é também em homenagem à memória deste grande lutador que agora estamos retomando este programa, e vamos levá-lo até o fim”, assegurou o prefeito.

O secretário de Urbanismo e Habitação, Felipe Costa Camarão, destacou que a entrega destes primeiros 200 títulos de propriedade a famílias residentes em São Luís tem um simbolismo especial. “É apenas o início de um trabalho que, com certeza, será um marco da ação social que o prefeito Edivaldo Holanda Júnior irá estender a todas as áreas de sua administração”, acentuou Felipe Camarão.

A ação foi iniciada na gestão do então prefeito Jackson Lago, em 1992, ano em que foi sancionada a lei que autorizou o início da regularização fundiária em São Luís.
“Este trabalho vai continuar com todo gás e, somente aqui nesta área do Coroadinho, iremos entregar mais de quatro mil títulos de propriedade”, enfatizou Felipe Camarão.

As informações são da Prefeitura de São Luís

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Empresário aplica golpe de R$ 1 milhão em loja de autopeças

Blog do Neto Ferreira

Uma ação conjunta deflagrada, no fim de semana, pela Superintendência de Polícia Civil da Capital (SPCC), as Delegacias de Defraudações, Fazendária, de Homicídios, de Roubos e Furtos de Veículos (DRF) e a Polícia Civil do Ceará, culminou com prisão do empresário Rubem César Araújo Figueiredo, 46 anos, suspeito de fraudar boletos e notas fiscais de lojas de autopeças.

A prisão se deu após investigações da Delegacia de Defraudações que culminaram com o mandado de busca e apreensão e prisão preventiva expedido pela 4ª Vara Criminal de São Luís. Os mandados foram cumpridos nas lojas Union Caminhões e Union Autopeças de propriedades do acusado, ambas situadas na Avenida Guajajaras.

De acordo com o delegado titular da Defraudações, Paulo Aguiar, Rubem é apontado por envolvimento em crimes de estelionato e falsificação de documentos em desfavor de uma empresa do estado do Ceará. “Após vender os produtos, ele emitia boletos bancários de cobranças utilizando do artifício de quebra de sigilo de código de barra ou inserção de dados falsos”, detalhou.

Dessa forma as empresas que pertenciam a Rubem pagavam apenas parte do valor da fatura causando prejuízos à empresa Auto Peças Padre Cícero, do Ceará. Ainda segundo informou o delegado, os prejuízos à empresa estão estimados em cerca em mais de R$ 1 milhão.

Na ação, as equipes da Polícia Civil apreenderam também vários documentos e computadores das empresas investigadas e uma grande quantidade de autopeças adquiridas por meios fraudulentos.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Choperia promove streptease em festa na área do Itaqui-Bacanga em São Luis

Blog do Luis Pablo

No último sábado, dia 16, a Choperia Fernando, localizada na área do Itaqui-Bacanga em São Luis, promoveu uma verdadeira festa streptease.

Participaram do evento a banda Forrozão Free Lance, banda do Fernando e dois stripes, um gogoboy e gogogirl, que comandaram a festa tirando a roupa no palco.

Em nota, a banda de forró disse que “não tem envolvimento nenhum com a festa a qual foi promovida, pois foi contratada pra tocar”.

Abaixo segue as imagens dos dançarinos tirando a roupa:000

1234567891011

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Loja Marisa do Centro é interditada em São Luís

G1

A Loja Marisa do Centro de São Luís foi interditadas na manhã desta sexta-feira (15), após vistoria realizada pelo Minitério Público do Maranhão (MP-MA) e o Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBM-MA).

Segundo a promotora de Defesa dos Direitos do Consumidor, Lítia Cavalcante, existe “perigo iminente à segurança do consumidor”.

Ao G1, o coronel Figueiredo disse que o Grupo de Atividades Técnicas (GAT) do CBM recebeu denúncia de um consumidor sobre as condições de perigo do estabelecimento. “Foi construída uma passarela de ferro e vidro e alguns vidros estavam trincados”, contou o coronel.

Na vistoria, os bombeiros aproveitaram para verificar os itens de segurança do estabelecimento e encontraram diversas irregularidades.

Extintores de incêndio obstruídos por caixas de produtos; paredes trincadas e com infiltração; caixas de incêndio modificadas; ausência de detector e fumaça, escadas obstruídas por mercadorias, etc.

Agora, de acordo com o coronel, a administração da loja vai ter que apresentar um novo projeto para a passarela, que não consta no projeto inicial do estabelecimento. “Somente mediante apresentação de providências, a loja será reaberta”, explicou Figueiredo.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Vagabundos, ladrões e viciados em crack aterrorizam o Cohajap

inseguranca-publicaA comunidade do Cohajap está pedindo até pelo amor de Deus que o secretário de Estado de Segurança Pública, Aluísio Mendes, e o comandante do Policiamento Metropolitano de São Luís, coronel Nepomuceno, dêem uma basta no domínio sobre os moradores do Conjunto, imposto há mais de dois anos por um grupo de vagabundos, ladrões e viciados em crack.

Todos os dias meliantes se reúnem nas calçadas das casas na avenida principal do Cohajap, nas proximidades do antigo Colégio Pindorama e na praça, e começam consumir ckack, cachaça, maconha e outras drogas pesadas. Em seguida, quando os moradores saem ou chegam do trabalho, começa a onda de roubo e assaltos aos pedestres e nas residências.

Os arrombamentos das casas e os assaltos acontecem durante a noite e até em plena luz do dia. Diariamente são registrados assalto à mão armada, roubo de aparelhos eletrônicos como notebooks, tablets, televisores, jóias, bolsas, roupas e até documentos pessoais dos moradores. A situação está insustentável e promete piorar caso a polícia não interceda.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Justiça Federal quer saber o valor devido pela Câmara de São Luís à Previdência Municipal

justiça federalA Justiça Federal no Maranhão vai oficiar à Câmara Municipal de São Luís e ao IPAM para saber qual o valor real devido ao sistema de previdência da capital. Na semana que passou, a diretora do IPAM informou que os valores ultrapassam a R$ 200 milhões.

Para a Justiça Federal, trata-se de apropriação indebita, o que pode resultar em prisão e até cassação de mandato. Ocorre que não é permitido recolher na fonte (contracheque do servidor) o dinheiro relativo à previdência e não repassar o recurso.

O recolhimento e não repasse se arrasta há muito anos. Em algumas ocasiões, a presidência da Câmara Municipal negociava com a prefeitura que dava o caso por encerrado. Então, o prefeito de plantão era cúmplice no mesmo crime de apropriação indevida.

Na atual gestão, exercida pelo presidente Astro de Ogum pode resultar na sua prisão e até mesmo na cassação do seu mandato. Mas ele não vai sozinho, não. O presidente licenciado Isaias Pereirinha sofrerá as mesmas penalidades. Com a dupla vai ainda o atual diretor financeiro, Cocoia, que age na diretoria financeira como fosse sua loja.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Trio faz reféns durante assalto a uma loja no centro de São Luís

G1

Tentativa de assalto chamou a ação de muitos curiosos (Foto: Dalva Rêgo/TV Mirante)Tentativa de assalto chamou a ação de muitos curiosos

Três homens armados fizeram ao menos seis reféns durante uma tentativa de assalto a uma loja de confecções localizada na Rua 7 de Setembro, no centro de São Luís. A ação despertou o interesse de muitos curiosos que compareceram ao local.

De acordo com informações da Polícia Militar, a ação aconteceu por volta das 14h. Logo que chegaram à loja, os suspeitos prenderam os seis funcionários e mais alguns clientes. Logo depois os primeiros policiais chegaram ao local e iniciaram a negociação para que os reféns fossem libertados.

Segundo a polícia, após as vítimas serem liberadas houve troca de tiros, mas nenhum dos clientes ou funcionários do local acabou ferido.

Os policiais chegaram a atirar duas bombas de efeito moral no prédio para forçar a saída dos suspeitos, mas até o momento não os localizou. Os agentes também arrombaram casarões próximos, na tentativa de localizar os suspeitos do assalto.

Nota da redação: Por volta das 17h os policiais cessaram as buscas pelos suspeitos da tentativa de assalto sem localizá-los.

Policiais arrombaram casarões próximos na tentativa de localizar suspeitos do assaltoPoliciais arrombaram casarões próximos na tentativa de localizar suspeitos do assalto

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Prefeitura atualiza Plano de Contingência Contra Catástrofes

O Plano de Contingência contra catástrofes foi concluído esta semana pela Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc). O instrumento inclui o planejamento do emprego de recursos disponíveis pelos órgãos municipais, estaduais e federais otimizando o tempo de resposta do poder público em casos de desastre.

O Plano apresenta uma lista de ações a serem desenvolvidas em catástrofes, assim como o contato direto das instituições parceiras para o atendimento dos problemas, com as respectivas contribuições, recursos humanos e materiais que cada órgão pode oferecer. Entre os itens listados estão abrigos provisórios a serem cedidos em áreas da Secretaria de Educação (Semed) e Secretaria de Desporto e Lazer (Semdel) para desabrigados.

O titular da Semusc, Breno Galdino, esclareceu que as parcerias já começaram a ser desenvolvidas, inclusive com o apoio de órgãos estaduais e federais. “No atendimento às famílias da Apaco [na Cidade Operária] foram cedidas barracas pelo Corpo de Bombeiros e o Exército forneceu tendas para o atendimento na área da saúde. Os abrigos provisórios também podem ser fornecidos por essas instituições”, exemplificou.

O documento concluído esta semana também contempla a definição de estratégias para os casos de alagamentos como o monitoramento 24 horas por dia de dados laboratoriais e de serviços metereológicos. O secretário Breno Galdino informou que o termo de parceria entre as equipes da Prefeitura com o Instituto de Meteorologia da Universidade Estadual do Maranhão (Uema) está pronto e deve ser assinado até o final deste mês.

As causas de desastres como inundações e alagamentos também estão analisadas no Plano. O primeiro é atribuído, sobretudo às construções irregulares nas bacias do Rio Anil e Bacanga. Já o segundo está associado, principalmente, com a deficiência de escoamento das águas pluviais provocado, na maioria das vezes, pelo acúmulo de lixo descartado de forma irregular.

Em relação a esses problemas pontuais, equipes da Semusc, através da Defesa Civil, estão elaborando novos laudos sobre as 65 áreas de risco mapeadas para tomar as providências necessárias. “Se houver necessidade de alguma obra é encaminhada para a Semosp, assim como se houver a necessidade de remover alguma habitação entramos em contato com a Semurh [Urbanismo e Habitação], mas estamos fazendo isso em etapas”, esclareceu o secretário.

Ele destaca também a criação do Gabinete de Crises com assento para representantes de vários órgãos municipais que são acionados, conforme a demanda, assim que a Defesa Civil realiza o primeiro atendimento da área.

Possuem assento no Gabinete as secretarias de Trânsito e Transportes (SMTT), da Criança e Assistência Social (Semcas), Meio Ambiente (Semmam), Obras e Serviços Públicos (Semosp), Pesca e Abastecimento (Semapa), Saúde (Semus), Comunicação (Secom), Planejamento (Seplan), Segurança Alimentar (Semsa), Semurh, Semed, Semdel e Semusc.

O Gabinete de Crises prevê ainda espaço, como convite, para representantes da Coordenadoria Estadual da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Marinha, Exército e Aeronáutica. Embora não estejam ligados à administração municipal, os órgãos são parceiros estratégicos para a concretização do Plano.

“É muito importante a parceria que estabelecemos com o Corpo de Bombeiros, com o Exército, e também com as secretarias do município como a de Segurança Alimentar que garante a qualidade de todos os alimentos antes de serem entregues às famílias que necessitam”, concluiu Breno Galdino.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.