Natalino repudia ataques e defende debate qualificado

O professor Natalino Salgado reagiu com indignação à tentativa de envolver seu nome em atos reprováveis de gestão da coisa pública.  Segundo o candidato a reitor na consulta prévia a ser realizada pela Universidade Federal do Maranhão no dia 26 de junho tem sido recorrente a tentativa reprovável de adversários em envolvê-lo em escândalos de desvio de verbas. 

“Uma das primeiras providências que tomei, após registrar a candidatura, foi obter junto aos órgãos de controle externos certidões que atestassem minha conduta como gestor. Na documentação, que tornei pública quando iniciaram as ilações descabidas de qualquer razoabilidade, está explícito que não existe nenhum processo ou reprovação de contas das minhas gestões”, afirmou Natalino Salgado. As certidões foram obtidas junto à Controladoria Geral da União, Tribunal de Contas da União, Ministério Público Federal e Ministério Público do Estado do Maranhão.

No período em que esteve como reitor, Natalino Salgado construiu mais de 100 obras na UFMA, expandindo e consolidando a universidade nos oito campi do continente. A construção do campus de Balsas foi iniciada no segundo quadriênio da gestão de Natalino Salgado como reitor da UFMA, cargo para o qual foi reconduzido com inédita aprovação da comunidade universitária.

O campus de Balsas surgiu com um projeto arrojado em uma área de 120 hectares. Três prédios abrigariam os cursos de Engenharia Mecânica, Civil e Ambiental. Mas as obras ficaram praticamente paralisadas depois que Natalino deixou a reitoria. Em vistoria ao canteiro de obras, em novembro de 2016, a reitora Nair Portela manifestou entusiasmo com o cronograma de execução, elogiou o desempenho da firma contratada e previu que no primeiro semestre de 2017 parte das salas de aula estariam prontas para receber os alunos. O prazo foi adiado várias vezes e até hoje a obra não foi entregue.

Para Natalino Salgado os ataques violentos à sua candidatura, afora a falta de fundamentação, em nada tem contribuído para qualificar o debate de ideias e propostas que o momento suscita. “Em nenhum momento meu nome é citado em relatórios que investigam supostas irregularidade. Esses espasmos dos adversários são naturais aos que não possuem argumentação para debater. Neste momento, em que as universidades atravessam um período de turbulências, precisamos repensá-la de maneira racional e clara. Atitude beligerante em nada contribui para a construção e fortalecimento da instituição”, ressalta o candidato.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Prefeitura inaugura em São Luís Museu da Gastronomia Maranhense

Equipamento cultural integra as ações para a valorização do Centro Histórico, que tem entre seus objetivos o incremento do turismo na capital e fortalecimento nos ludovicenses do sentimento de pertencimento

A gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior realizou mais um investimento que integra o conjunto de iniciativas executadas para a valorização do Centro Histórico de São Luís. Com o Museu da Gastronomia Maranhense, entregue nesta quinta-feira (13), o poder público municipal oferece à população novo espaço cultural, contribuindo para fortalecer nos ludovicenses o sentimento de pertencimento e promovendo a valorização da gastronomia maranhense. O Museu, que foi entregue em clima de festa, será, ainda, um espaço permanente de capacitação na área da gastronomia local. O projeto é resultado de parceria com o Ministério do Turismo e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A iniciativa integra a política de fomento ao turismo, cultura, valorização do Centro Histórico e de incentivo ao desenvolvimento da economia local. “A Prefeitura entrega mais um importante elemento para valorizar a cultura local e mostrar ao mundo toda a diversidade da nossa gastronomia que é tão apreciada e as peculiaridades das nossas tradições. Com a criação de mais este espaço, vamos ofertar à população e aos turistas mais uma alternativa de entretenimento cultural. Além disso, o Museu da Gastronomia Maranhense é mais uma iniciativa pensada para a revitalização do nosso Centro Histórico e para estimular a visitação à área que, por si só, já tem tanta representatividade cultural da nossa história”, afirmou o prefeito Edivaldo.

O museu ocupa um dos mais belos casarões coloniais da Rua da Estrela, amplamente restaurado para contar a história da culinária maranhense aos visitantes locais e a turistas, que poderão se deleitar com os sabores regionais e apreciar todos os elementos que compõem a cozinha de raiz da culinária maranhense.

O vice-prefeito Julio Pinheiro, enfatizou a importância do espaço. “Através desta iniciativa da gestão municipal, estamos valorizando a trajetória e toda a história da culinária maranhense, destacando todos os povos que fazem parte dessa tradição. A culinária é um importante elemento que compõe a história dos próprios maranhenses”, disse.

A proposta do espaço é oferecer ao visitante uma experiência inesquecível pelos sabores da culinária local, que encanta com o olhar e com o paladar, porque é forte, marcante e nobre sem ser sofisticada. Como cidade patrimônio cultural da humanidade, São Luís é detentora de um imenso valor cultural e seus pratos típicos integram esse conjunto de elementos que fazem da capital maranhense única nesse aspecto. Tendo como base da sua composição principalmente peixes, mariscos, moluscos e outros frutos do mar, além de uma variedade de produtos naturais, a culinária maranhense será exortada no Museu de Gastronomia para proporcionar ao visitante um mergulho pela cultura local através de seus sabores mais genuínos e da singularidade da preparação de suas iguarias.

“Com a parceria celebrada entre o Iphan e a Prefeitura de São Luís estamos oferecendo ao público um novo espaço. Então, além da restauração, estamos dando uso a este local e tornando-o mais um equipamento cultural de suma importância tanto para a sociedade de São Luís quanto para aqueles que nos visitam”, destacou o superintendente do Iphan no Maranhão, Maurício Itapary.

A secretária municipal de Turismo (Setur), Socorro Araújo, reforça que o Museu da Gastronomia Maranhense se configura como um espaço para valorização e apresentação da culinária típica maranhense e expor ao mundo as tradições ludovicenses, os hábitos alimentares locais e todos os seus sabores. “O museu vem desenvolver o sentimento de pertencimento à medida em que promove a valorização das tradições que envolvem a gastronomia maranhense. Este é um importante equipamento que vai valorizar ainda mais a gastronomia local como um elemento forte da nossa identidade cultural”, disse a secretária.

Também prestigiaram a inauguração do museu os vereadores, Concita Pinto, Pavão Filho, Umbelino Júnior, Raimundo Penha, Dr. Gutemberg, o presidente da Academia Ludovicense de Letras, Antônio Norberto, o secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior e secretários municipais. O canto Carlinhos veloz e os atores da comedia Pão com Ovo – Dijé (Adeilson Santos) e Clarisse (César Boaes), também estiveram presentes na inauguração.

A partir de sexta-feira (14), além da exposição, que reunirá informações e curiosidades da gastronomia maranhense, o espaço também será dedicado à oferta de cursos permanentes de capacitação na área da gastronomia. Para visitação, o local funciona de segunda à sexta, das 8h às 19h e aos sábados, das 8h às 12h.

“Esse é um espaço que vem agregar valor às demais iniciativas que vêm sendo desenvolvidas para a valorização de toda essa área do Centro Histórico de São Luís. Sem dúvidas, uma ação que contribuirá muito com o turismo na cidade”, disse o secretário de Estado do Turismo, Catulé Júnior.

Universitários conferiram em primeira mão a novidade. “A Prefeitura está de parabéns por esta iniciativa, por trazer não só a cultura de São Luís como a de outros locais do Maranhão como o doce de espécie de Alcântara”, afirmou Nayane Carneiro, 21 anos, estudante de Geografia. “Acredito que é mais um atrativo para quem visita a cidade, especialmente em períodos como o São João e o Carnaval, que naturalmente já atraem muitos turistas”, acrescentou Jorge Duailibe, 23 anos, estudante de Engenharia Ambiental.

SABORES

Dentre os pratos, bebidas tradicionais e representações da culinária local, o Museu da Gastronomia Maranhense destaca o cuxá e o arroz de cuxá, a torta de camarão e de caranguejo, o doce de abóbora e de buriti, além de bebidas diversificadas como sucos e licores de frutas típicas da região, como o bacuri, cupuaçu, buriti, murici, juçara, jenipapo, o guaraná Jesus, a cachaça tiquira e tudo o mais que compõe o leque de sabores da gastronomia local.

No museu, estão representados também os diversos festivais gastronômicos que marcam o calendário maranhense, como a Festa da Juçara, por exemplo, que ocorre anualmente no bairro Maracanã. Assim como também os festejos populares, a exemplo do São João de São Luís e seus elementos folclóricos como o bumba meu boi, com suas variações de sotaques, ritmos, indumentárias e instrumentos musicais.

Celeiro de produtos, especiarias e artesanato do Maranhão, a Casa das Tulhas, a Feira da Praia Grande, localizada no coração do Centro Histórico de São Luís, também está representada no Museu da Gastronomia do Maranhão. O espaço é rico na sua arquitetura colonial e também no quesito imaterial – a arte, cultura e a culinária maranhense – presentes em seus ambientes onde podem ser encontrados produtos como camarão e peixes secos, temperos diversos, farinhas, castanhas, cachaças artesanais, licores e outras bebidas tradicionais.

O visitante também vai poder se encantar com a Casinha da Roça, uma representação das casas localizadas na zona rural do interior do Maranhão. A decoração da Casinha da Roça inclui objetos domésticos peculiares a essas residências, como a lamparina, pilões, fogareiros, cofos, gamelas e, no seu interior, brincantes que dançam e cantam enquanto preparam pratos típicos, que representam a antiga e tradicional população maranhense.

Nos espaços do museu também estão expostos objetos típicos das cozinhas locais, como a bateria, uma estrutura de ferro criada para guardar panelas e outros utensílios domésticos comumente encontrada nas casas do interior do Maranhão.

Também os manguezais, que constituem um papel importante para o ecossistema maranhense, terão representatividade no museu. É dos manguezais que advêm diversos produtos que compõem as iguarias da tradicional culinária local, como o caranguejo, o sururu e o sarnambi. A representação no museu será por meio de fotos e painéis.

Nem mesmo o picolé e o sorvete de coco tão apreciados pelos maranhenses foram esquecidos e, como elementos tradicionais dos sabores locais, também ganharam espaço de destaque no Museu da Gastronomia Maranhense. Produzido e consumido diariamente por milhares de moradores e turistas que visitam a cidade, o produto será apresentado no local como é tipicamente vendido por aqui: na tina.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Aprovado projeto que elege São Luís como a capital nacional do Bumba Meu Boi

Projeto teve como relator o senador Roberto Rocha e já havia sido aprovado em comissão técnica no mês de maio, antes de ir ao Plenário

A cidade de São Luís (Ma) pode ser reconhecida como a capital nacional do Bumba Meu Boi. É o que determina o Projeto de Lei da Câmara (PLC) 3/2018, aprovado na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), nesta terça-feira (21). A proposta segue com pedido de urgência para análise em Plenário, e se lá for aprovada, vai à sanção presidencial.

Desde o século XVIII a festa do Bumba Meu Boi, ou boi-bumbá, é comemorada em São Luís, especialmente nos meses de junho e julho, em homenagem ao auto de São João. É uma dança do folclore que gira em torno da ressurreição de um boi e envolve personagens humanos e animais fantásticos. Possui ligações com tradições indígenas, africanas e europeias, e também com elementos de celebrações religiosas católicas.

Mas os festejos acontecem durante todo o ano, com participação dos mais de 100 mil grupos de Bumba Meu Boi que se expressam por meio de música, coreografias, vestimentas e instrumentos. Trata-se de uma expressão da cultura, da fé, da devoção e das relações socioeconômicas que remontam aos tempos coloniais da região, lembrou o autor da proposição, deputado Hildo Rocha (MDB-MA).

O relator na CE, senador Roberto Rocha (PSDB-MA), lembrou que os primeiros registros da celebração do boi-bumbá remontam a Pernambuco, e que a manifestação cultural em torno da figura do boi é tradição em diversos estados brasileiros. Mas a festa tornou-se mais popular no Maranhão, tanto que em 2012, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) outorgou ao Bumba Meu Boi maranhense o título de Patrimônio Cultural do Brasil.

Pelo amplo significado cultural do desenvolvimento dessa importante tradição no interior do Nordeste brasileiro, manifestada em sua plenitude e inteireza na capital maranhense, somos favoráveis à concessão do título de Capital Nacional do Bumba Meu Boi à cidade de São Luís — defendeu o relator na CE, senador Roberto Rocha (PSDB-MA).

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Edivaldo concorre em Brasília da etapa nacional do Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor com Feirinha São Luís

Programa implantado pelo prefeito Edivaldo foi o vencedor da categoria Inclusão Produtiva e Apoio ao Microempreendedor Individual na fase estadual da premiação que ocorreu ano passado; etapa nacional será na quarta-feira (05) na sede do Sebrae em Brasília

O Programa Feirinha São Luís, uma iniciativa da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior concorre à etapa nacional do Prêmio Prefeito Empreendedor, promovido pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), colocando mais uma vez a Prefeitura de São Luís no cenário nacional. Nesta fase disputam todos os vencedores da etapa estadual realizada em novembro de 2018. A Feirinha foi vencedora na categoria Inclusão Produtiva e Apoio ao Microempreendedor Individual (MEI). A premiação acontecerá na próxima quarta-feira (05), na sede do Sebrae, em Brasília.

O prêmio é concedido a gestores municipais que tenham implementado projetos com resultados mensuráveis e comprovados de estímulo à formalização, ao desenvolvimento e à competitividade dos pequenos negócios, com base na Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (Lei Complementar Federal 123/2006), contribuindo de forma efetiva para o crescimento econômico, ambiental e social do município.

“É motivo de alegria termos chegado à etapa nacional dessa importante premiação, que indica o quanto temos acertado com investimentos como esse. A Feirinha São Luís é de grande valor para nossa gestão e para a população, considerando o quanto a ação tem movimentado o comércio local e beneficiado as famílias que veem na Feirinha o espaço para escoar a sua produção. É com iniciativas como essa que a gestão vem promovendo o desenvolvimento da cidade, fomentando a produção local, gerando emprego e renda, e valorizando a cultura da nossa cidade”, ressalta o prefeito Edivaldo.

A Feirinha São Luís concorre ao prêmio na categoria Inclusão Produtiva e Apoio ao Microempreendedor Individual (MEI). Essa categoria premia o projeto com foco nas ações do município para contribuir para a inclusão produtiva do Microempreendedor Individual, cooperativas, associações, artesãos, agricultores familiares, etc., assegurando a aplicação do tratamento diferenciado e favorecendo o seu desenvolvimento e competitividade.

Com mais de 90 edições, a Feirinha São Luís completará dois anos em junho deste ano e tem atraído cada vez mais o público, ao mesmo tempo que vem fomentando o empreendedorismo na cidade, fortalecendo o comércio local e gerando renda e emprego. São mais de 200 permissionários cadastrados para exporem e comercializarem seus produtos em barracas e foodtrucks, em setores que agregam gastronomia, artesanato, cultura e produtos agroecológicos. Em quase dois anos de programa, a Feirinha já movimentou mais de R$ 24 milhões.

O secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento  (Semapa), Ivaldo Rodrigues, destaca o potencial do programa para fortalecer ações não só na área da agricultura familiar como também em áreas como turismo e cultura. “A Feirinha São Luís tem se consolidado como uma importante ação da gestão do prefeito Edivaldo para a valorização do nosso Centro Histórico e da cultura local. É essa mistura de ritmos, cores e sabores que atrai cada vez mais o turista e os moradores da cidade, que têm a oportunidade de experimentar o melhor da nossa cidade no espaço da Feirinha. Concorrer à etapa nacional deste prêmio é prova de que a ação tem sido um sucesso”, diz Ivaldo.

PRÊMIO PREFEITO EMPREENDEDOR

O Prêmio Prefeito Empreendedor é uma iniciativa do Sebrae em parceria com a Confederação Nacional do Municípios (CNM), Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), Associação Brasileira de Municípios (ABM), Frente Parlamentar da Micro e Pequena Empresa, Instituto Rui Barbosa (IRB), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Movimento Brasil Competitivo (MBC), Associação dos Tribunais de Contas (Atricon), Secretaria da Micro e Pequena Empresa da Presidência da República, Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação e Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

O Sebrae distribui prêmios em oito categorias: Políticas Públicas para o Desenvolvimento dos Pequenos Negócios; Cooperação intermunicipal para o Desenvolvimento Econômico; Compras Governamentais de Pequenos Negócios; Pequenos Negócios no Campo; Inovação e Sustentabilidade; Empreendedorismo nas Escolas; Desburocratização e Implementação da Redes Simples e Inclusão Produtiva e Apoio ao Microempreendedor Individual.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Em São Luís, mulher tenta suicídio na Ponte do São Francisco, mas é impedida por Bombeiros

Uma mulher, cuja a identidade não foi revelada, tentou suicídio hoje (29), por volta das 19h. Ela tentou se jogar da Ponte do São Francisco, em São Luís, mas foi impedida por homens do Corpo de Bombeiros.

Um enorme engarrafamento foi causado durante as tentativas de negociação com a mulher. Veja o vídeo:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Prefeitura investe em turismo e São Luís é terceira cidade do Nordeste mais procurada para as férias

Dados são da agência virtual de turismo ViajaNet, que levantou o volume de busca de passagens aéreas para o período entre 1º e 31 de julho; buca é reflexo do trabalho realizado pela gestão do prefeito Edivaldo para o fortalecimento do turismo na capital

São Luís é a terceira cidade do Nordeste mais procurada para as férias de julho. É o que aponta recente pesquisa realizada pela agência virtual de turismo ViajaNet, que levantou o volume de busca de passagens aéreas para o período de férias, entre 1º e 31 de julho. O resultado positivo do levantamento para a cidade é fruto de um trabalho a longo prazo que vem sendo realizado pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior na área do turismo. Entre as ações executadas pela Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Setur), está a promoção do destino São Luís em outras cidades e o investimento em programação cultural gratuita.

A secretária municipal de Turismo, Socorro Araújo, destaca o trabalho que vem sendo realizado na área. “A gestão do prefeito Edivaldo não tem medido esforços para fortalecer o turismo na cidade e atrair cada vez mais visitantes para a capital maranhense. Estamos muito felizes com o resultado desse levantamento que é também fruto de ações que vêm sendo desenvolvidas ao longo da gestão e prova de que estamos no caminho certo. Para os que vierem nos visitar no mês de julho, teremos uma programação especial”, contou a titular da Setur.

Como investimentos da Prefeitura na área do turismo, destaca-se a promoção do destino São Luís. Neste ano, já foram realizadas ações de divulgação da cultura e gastronomia da capital maranhense no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília e Recife. Como reflexo das ações, o interesse em São Luís como destino para viajar. Durante ação no Mercado Municipal de São Paulo, por exemplo, uma pesquisa realizada pela Prefeitura de São Luís apontou que mais de 95% do público que esteve presente à ação pretende visitar São Luís. Em 2018, ações de divulgação foram também realizadas em São Paulo e em estados como Paraná e Pará.

Além das campanhas de divulgação, atrativos de São Luís tem sido propagados para mais agentes de viagens. Neste ano, o trabalho foi realizado no Rio de Janeiro durante o 6º Encontro de Negócios New It, para agentes de viagens do Brasil, da América do Sul e da Europa. O evento foi realizado com o objetivo de reunir e promover a integração do setor, permitindo o contato direto entre os expositores e os agentes de viagens. No ano passado, a Prefeitura reuniu, em São Paulo, agentes de viagens em um treinamento sobre a cultura, a gastronomia e os encantos da cidade, para que pudessem vender o destino com maior propriedade.

A ViajaNet é uma agência brasileira de viagens online. O empreendimento atua nos segmentos de turismo e internet comercializando passagens aéreas nacionais e internacionais, parcerias com serviços de hospedagem e locação de automóveis. A empresa tem mais de 2 milhões de usuários cadastrados e registra mais de 5 milhões de visitas por mês em média em seu site.

Além dos eventos em São Luís e em outros estados para fortalecer o setor do destino, a capital maranhense também é divulgada no meio digital por meio do site www.turismosaoluis.com, do aplicativo para Android e IOS, o ‘Turismo São Luís’, e os perfis nas redes sociais Facebook (Turismo São Luís), Instagram (@turismo.saoluis) e Twitter (@turismosaoluis). Os perfis ressaltam as belezas da Ilha para os visitantes do país inteiro.

PROGRAMAÇÃO

Para os turistas que visitarão a capital maranhense no mês de julho, a Prefeitura de São Luís oferece as atrações do Programa Férias Culturais. A proposta do programa é oferecer opções de entretenimento aos turistas e contribuir para que os visitantes conheçam a história e criem boas memórias sobre a cidade. O programa reúne atividades como o Passeio Serenata, o Roteiro Reggae e o Conheça São Luís nas Férias. No ano passado, as atividades reuniram milhares de pessoas no Centro Histórico de São Luís.

Com o Conheça São Luís nas Férias turistas e ludovicenses têm a oportunidade de conhecer melhor São Luís, cada detalhe da riqueza material e imaterial da cidade. No meio da rota por ruas do Centro Histórico, personagens como Ana Jansen e Daniel de La Touche surgem e contam histórias da antiga São Luís, ressaltando as mudanças que a cidade já passou e tudo que ela preserva até os dias atuais. No Passeio Serenata, os participantes também percorrem ruas da cidade ao som de músicas regionais e do cancioneiro popular nacional e encenação com personagens da história ludovicense. Já no Roteiro Reggae o público é levado a conhecer o estilo musical que deu a São Luís o título de capital brasileira do reggae e Jamaica Brasileira.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Prefeito Edivaldo fomenta a comercialização de produtos agrícolas com ampliação do programa Feira livre

Feirinha ocorre aos sábados, das 16h às 21h na Praça João de Deus; ação integra política do prefeito Edivaldo para geração de renda aos produtores rurais

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), realiza mais uma iniciativa para aumentar o escoamento da produção agrícola na capital, com a Feira Livre do bairro Olho d’Água. Realizada todos os sábados de 16h às 21h, na Praça João de Deus (em frente à Igreja Nossa senhora do Perpétuo Socorro), a ação da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior estimula a geração de emprego e renda para o pequeno produtor  rural, bem como incentiva entre a população o consumo de produtos de qualidade.

“Seguindo orientação do prefeito Edivaldo, inauguramos mais um equipamento para contribuir com o escoamento da agricultura familiar local na cidade, com produtos de qualidade, cultivados no agropolo de São Luís, livres de agrotóxicos, gerando benefício para a população”, destacou o secretário de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Ivaldo Rodrigues.

Durante a Feira Livre também houve apresentações de grupos culturais com artística do Instrumental Tangará (Chorinho), Alex Melo e Paulinho Oliveira (Voz e Violão). As apresentações culturais serão realizadas uma vez por semana na cidade, fazendo um rodízio em todas as 10 feiras livres realizadas pela Prefeitura de São Luís, com apresentações de artistas da terra.

O objetivo principal da iniciativa é unir música de qualidade, com todos os produtos que já são comercializados, transformando os equipamentos públicos de abastecimento em um ambiente mais agradável para os fregueses que mantem o costume de comprar produtos frescos nesses locais e também para deixar o trabalho dos feirantes mais leve.

“Com essa iniciativa incentivamos também a cultura local que é tão rica e precisa ser difundida cada vez mais”, afirmou Ivaldo Rodrigues.

ESTÍMULO

O Fabrício Silva é engenheiro de produção e mora no bairro do Olho d’Água há 30 anos. “Durante meus 30 anos morando aqui nunca tinha visto um projeto como essa feira livre no bairro, então eu pretendo estar vindo todo sábado agora, achei muito boa a iniciativa. Espero que continue sempre e que a população compareça também para fortalecer ainda mais o evento”, disse Fabrício.

O programa Feira Livre surgiu da necessidade que os agricultores familiares e pequenos produtores tinham de mostrar o valor e qualidade de sua mercadoria em comparação com a dos atravessadores. No início, uma média de 45 barracas eram montadas, algumas divididas entre duas famílias de produtores, dependendo da quantidade que tinham para ofertar em produtos.

Joselina de Lima Mendes é agricultora, e tem agora mais essa oportunidade de comercializar seus produtos. “Eu gostei demais desse projeto, quando me falaram que ia ter essa Feira Livre aqui no Olho d’Água quis participar. É bom para nós agricultores, ajuda a complementar nossa renda, a gente expõe os produtos e conversa com os fregueses que ficam impressionados que tudo isso é cultivado aqui em São Luís”, disse a produtora rural.

SAIBA MAIS

CRONOGRAMA DAS FEIRAS LIVRES EM SÃO LUÍS

– Terça-feira, de 14h ás 21h do bairro Cohab IV.
Endereço: Rua “B”, S/N, Planalto Anil I (Avenida de acesso ao Cohatrac)

– Quarta-feira, de 14h ás 21h, no bairro Vinhais.
Endereço: Avenida 1, S/Nº, Vinhais (Próximo ao Posto Brasil)

– Quinta-feira, de 14h ás 21h na Praia-Grande.
Endereço: Aterro do Bacanga, Centro (Próximo ao circo da Cidade)

– Sexta-feira, de 14h ás 21h, no bairro Renascença. Endereço: Rua Cedro, S/Nº, Renascença, próximo ao Hiper Bom Preço

– Sexta-feira, de 14h ás 21h, do João de Deus
Endereço: Av. Guajajaras S/N, João de Deus (Próximo ao posto Ipiranga)

– Sábado, de 7h às 12h, no bairro Bequimão (fixo). Endereço Av. Perimetral Norte, S/N, Bequimão

– Sábado, de 7h às 12h, na Madre Deus (fixo).
Endereço: Praça da Saudade, Madre Deus

– Sábado, de 7h às 12h, do Turu (fixo). Endereço: Avenida 06, S/N, Habitacional Turu

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Motoqueiro é arrastado por correnteza no Maracanã

Um motoqueiro foi arrastado por uma forte correnteza no bairro do Maracanã, Zona Rural de São Luís. Ele estava passando pela Avenida Principal do Maracanã quando  acabou caindo da moto. Na tentativa de tentar impedir que as águas levassem sua motocicleta, ele acabou indo junto.

O jovem foi encontrado com vida e sem ferimentos graves. Porém, a motocicleta ficou destruída. Vejam no vídeo abaixo:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Feirinha São Luís terá programação especial em celebração ao Domingo de Páscoa

Na programação cultural deste domingo,cantores da música católica, gospel e apresentação de chorinho em homenagem ao Dia do Choro; criada na gestão do prefeito Edivaldo, Feirinha São Luís ocorre aos domingos na Praça Benedito Leite

Dia festivo, de celebração da festa maior do cristianismo. Pensando nisso, a Prefeitura de São Luís por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), preparou uma programação cultural da Ferinha São Luís para o Domingo de Páscoa (21) e também para celebrar o Dia do Choro. A Feirinha ocorre todos os domingos na Praça Benedito Leite, das 8h às 15h, atraindo turistas, moradores da cidade e amantes da cultura maranhense para um dos pontos mais simbólicos da capital maranhense. A iniciativa é da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior e visa incentivar a produção agrícola da cidade, o artesanato, cultura, turismo e economia criativa.

Neste domingo (21), a Feirinha homenageará o Dia do Choro através do grupo Cantinho do Choro que relembrará grandes nomes da música local e nacional. Integram ainda a programação do dia a cantora Simone Mouzzy, Clay Viana (católico), Wellington Santos (gospel), e também o grupo de Capoeira Arte e Luta, além da anfitriã Banda da Feirinha.

“A programação foi pensada para os dois momentos festivos do nosso calendário. A Páscoa, que segundo a cultura judaica/cristã, marca a vitória da vida sobre a morte e é um momento de festa, de celebração. Também lembraremos do Dia do Choro, como forma de saudar os grandes artistas da nossa terra”, comentou o titular da Semapa, Ivaldo Rodrigues.

RENDA

A Feirinha São Luís gera emprego e renda diretamente para mais de 250 famílias. Em 91 edições já se apresentaram aos domingos pela Praça Benedito Leite 540 atrações culturais, entretendo mais de 900 mil pessoas, que passaram por lá, gerando um capital circulante na ordem de R$ 45 milhões em média.

Isabela Oliveira é universitária do curso de Engenharia Civil na UFMA e encontrou na comercialização de doce típico da sua cidade uma forma de aumentar o rendimento familiar, ao mesmo tempo que promove a cultura local. “O doce de espécie é tradicional de Alcântara. É uma forma de trazer um pouco da cultura tradicional de lá. Minha família tem uma receita própria. É um doce muito antigo e foi passando de geração em geração. A renda da família é o doce de espécie. Vivemos disso. A Feirinha ajuda bastante. É um local bem aconchegante no coração de São Luís”, comentou a estudante.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Por decisão judicial, terreno da Feirinha do Vinhais volta a ser ocupado pelos feirantes

Pela decisão do Juiz Douglas Martins, os supostos donos da área onde funciona tem uns 30 anos a Feirinha do Vinhais, estão obrigados a fazer a retirada dos contêineres do local, sob pena do pagamento da multa diária de R$ 5 mil.

Foto: Alessandra Rodrigues/Mirante AM

O juiz  da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São luís concluiu pela ilegalidade da interdição do terreno, que o dono do Posto Brasil garante ser de propriedade dele. Enquanto isso, a Semapa lavou as mãos e e tentou levar os feirantes para ocupar um lugar onde fica o terreno ao lado da Marcopol.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Praça Gonçalves Dias ganha novo projeto paisagístico executado pela Prefeitura de São Luis

O trabalho, que foi acompanhado neste sábado pelo prefeito Edivaldo, integra o conjunto de ações que vêm sendo implementadas pela Prefeitura para valorização do Centro Histórico de São Luís e tem a parceria da fundação Onlus

A Praça Gonçalves Dias, um dos mais importantes e belos logradouros do Centro Histórico de São Luís, também conhecida como Largos dos Amores, passa por intervenções para a revitalização total do aspecto paisagístico. Neste sábado (13), O prefeito Edivaldo Holanda Junior acompanhou o plantio de mudas de palmeiras reais e imperiais ao longo dos canteiros da praça. A ação é promovida em parceria com a Fundação Italiana Senza Frontiere – Onlus, e vai imprimir mais beleza a um dos principais cartões postais do Centro Histórico da capital maranhense. O projeto contempla o plantio de 60  palmeiras reais, 20 palmeiras Imperiais, além de 800 mudas de flores típicas da região.

“A Praça Gonçalves Dias tem um valor grandioso para a história, a cultura e a memória da nossa cidade. Queremos que os moradores voltem a visitar seus ambientes e a passear por seus jardins que ficarão ainda mais bonitos. Além disso, o bem-estar, a saúde e o lazer da população são os principais aspectos observados quando buscamos melhorar a infraestrutura das nossas praças, então aqui não poderia ser diferente, pois é uma praça bastante visitada por estudantes e moradores do seu entorno”, afirmou o prefeito Edivaldo que estava acompanhado da primeira-dama, Camila Holanda, do superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Maurício Itapary, e do presidente do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), Fábio Henrique Carvalho.

A Praça Gonçalves Dias também está incluída do projeto de recuperação dos espaços históricos da capital, executado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). O projeto está sendo elaborado para contemplar a reforma estrutural de todo o logradouro.

Para o superintendente do Iphan, Maurício Itapary, a Praça Gonçalves Dias, que é tombada pelo órgão, vai ganhar mais vida e beleza com o novo projeto paisagístico desenvolvido pela Prefeitura de São Luís no local. “Sem dúvida o novo paisagismo vai acrescentar muito às intervenções que serão projetadas para a melhoria e revitalização estrutural do espaço. A praça passará por uma completa obra de requalificação para devolvermos ao logradouro a beleza e importância que ela sempre teve para a cidade”, observou Maurício Itapary.

Ainda segundo o superintendente do Iphan, a obra planejada para a Praça Gonçalves Dias vai contemplar reformas de todo o piso, das ânforas, dos peitoris e coreto, além de instalação de nova iluminação artística.

O presidente do Instituto Municipal da Paisagem Urbana (Impur), Fábio Henrique Carvalho, explica que todo o processo de revitalização paisagística da Gonçalves Dias será feito por etapas, para o plantio de 60 palmeiras reais, 20 palmeiras Imperiais, além de 800 mudas de flores típicas da região, dentre elas, alfinetes, alamandas e outras. “Precisamos garantir o sucesso da operação e a sobrevivência de todas as mudas plantadas. Vamos acompanhar de perto, inclusive na oferta de equipamentos, e deslocando colaboradores que vão atuar na manutenção da praça”, explicou Fábio Henrique, ressaltando ainda que o Impur fará a recomposição das ânforas (jarros) que foram quebradas, para que neles sejam colocadas flores.

Esta é a segunda parceria firmada com a fundação italiana Senza Frontiere – Onlus. Em 2016, o organismo celebrou parceria com a Prefeitura para a requalificação da Praça do Pescador, no bairro do Desterro. A praça teve o paisagismo totalmente recuperado e hoje é um dos espaços mais ajardinados do Centro Histórico.

PAISAGISMO URBANO

O trabalho de revitalização paisagística, executado pelo Impur, se estende a outros espaços da capital. Neste ano, vias e espaços públicos da cidade ganharam cerca de 500 mudas de ipês, pau-brasil e jacarandá. O trabalho integra um conjunto de ações realizadas pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior na área do paisagismo urbano e, além do plantio, inclui os serviços de manutenção com poda e supressão de árvores mortas.

Já foram plantadas na Lagoa da Jansen 190 mudas de espécies frutíferas como bacuripari, manga, caju, pitanga, geru, açaí, entre outras. Outras 300 mudas de espécies como ipês, pau-brasil e jacarandá foram plantadas nas avenidas Colares Moreira e Marechal Castelo Branco e na Avenida dos Holandes, entre a rotatória da Lagoa da Jansen e o retorno que dá acesso à Avenida Litorânea.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.