A procura e as filas imensas nos postos de combustíveis mostram que a gasolina começou a sumir das bombas. Em vários bairros apenas os frentistas para informarem que não tem mais gasolina, como na região da Avenida dos Holandeses, por exemplo.

Colaborando com os caminhoneiros que permanecem de braços cruzados em todo o país, os donos de postos aderiram ao movimento. Eles estão retendo a venda dos combustíveis.

Os proprietários de revenda de combustíveis alegam que o governo reduziu o preço nas distribuidoras, o desconto não foi repassado aos postos. O pior é ter que enfrentar os órgãos de fiscalização exigindo que o produto sejam vendido pelo preços estipulados pelo governo.

Aqui em São Luís, os preços variam de posto a posto. Uns vendem a R$ 4,09 e outros cobram até R$ 4,59.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.