O Blog recebeu informações de que policiais estão desde ontem à caça dos assaltantes que causaram o maior tumulto no Pitágoras, no Turu, durante a noite. Para a surpresa dos investigadores, um dos dois assaltantes presos era aluno da própria faculdade.

No episódio de ontem, um grupo fez um arrastão naquele estabelecimento de ensino superior e ainda chegou a assaltar estudantes do curso de Direito.

No meio da confusão, um aluno que é policial reagiu e foi baleado em uma das mãos, mas teria acertado um dos assaltantes no pescoço, mas até agora não confirmado oficialmente.

O comandante Geral da PM, coronel Pereira, visitou o militar e informou que as buscas aos assaltantes só cessariam depois que eles estivessem presos.

E foi o que aconteceu na tarde de hoje. A polícia, através da Superintendência da Capital, não revelou nomes dos que já foram recolhidos para tomada de depoimentos.

Em nota de esclarecimento, a Faculdade Pitágoras diz que repudia atos de violência. Confira a nota abaixo:

A Faculdade Pitágoras repudia qualquer ato de violência praticado dentro ou fora de suas dependências.

Para zelar pela segurança no campus, a instituição possui equipamentos de monitoramento, equipe de vigilância, que é responsável por rondas periódicas no entorno, e mantém contato com representantes da Polícia.

A instituição está à disposição das autoridades para contribuir com quaisquer esclarecimentos. ​

Veja abaixo no vídeo o momento de tensão na faculdade:  

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.