Um caso inédito aconteceu em São Luís. Uma moto (foto abaixo) foi roubada em 21 maio 2015 e feito o BO no mesmo dia. No dia 29 de junho do mesmo ano o veículo foi parar no pátio do Detran e em 11 de novembro, também de 2015, levada a leilão e arrematada. Dois anos depois o legítimo proprietário avistou a moto e ao cobrar do novo dono, soube como tudo aconteceu.

Depois de saber que o veículo havia sido adquirido através da OLX, o dono verdadeiro procurou o Detran soube que a moto passou por um período no pátio até ir para o leilão.

A pessoa que adquiriu colocou informações da venda no OLX, com os documentos todos em dia. Foi á que começou o calvário.

Idas e vindas ao Detran, Delegacia de Roubo e Furtos, e somente a conclusão de que o Estado leiloou um produto que não lhe pertencia e que nunca chegou a ser notificado pelo Detran. E agora, sem moto e nem respostas. A quem recorrer?

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.