Exercendo o cargo desde de junho de 2021, Ribeiro foi pego em flagrante em áudio dizendo que repassava verbas do seu ministério para cidades brasileiras indicadas por dois pastores por ordem do presidente Jair Bolsonaro, ambos de congregações da Assembleia de Deus.

Foi quando alguns prefeitos, inclusive o de Luís Domingues do Maranhão começaram a denunciar os pastores por recebimentos ou pedidos de propinas para liberar as verbas do MEC. O caso ganhou repercussão na imprensa nacional, no Senado, e até no Supremo Tribunal Federal.

O pastor e acusado de pedir parte do dinheiro (propina) e até vantagem ouro. Para que se tenha ideia de como o evangélico é forte no Palácio do Planalto, chega a ser recebido por Bolsonaro 19 vezes no gabinete presidencial.

Gilmar Santos terá que responder no Congresso Nacional e no STF como e de quem recebia a comissão e qual o interesse de Bolsonaro no esquema. Santos foi pastor em uma igreja no Bairro de Fátima, em São Luís, onde iniciou a carreira como evangélico e atualmente mora em Goiânia, onde preside um grande templo.


ÚLTIMAS NOTÍCIAS

"São Luís terá um governador amigo da cidade e amigo de todos os maranhenses, que coloca ...
Leia Mais
Um vídeo circula nas redes sociais com imagens de um ferryboat da Internacional Marítima à deriva ...
Leia Mais
Em 2017 o governo do estado do Maranhão, atendendo às necessidades de profissionais para a Agência ...
Leia Mais
O deputado estadual Zé Inácio usou a tribuna da Assembleia nesta quarta-feira (11) para destacar a ...
Leia Mais
O Tribunal de Justiça do Maranhão (TJMA) declarou inconstitucional resolução do município de Buritirana, que criou ...
Leia Mais
Por que apoiar o projeto de reeleição do deputado federal Hildo Rocha? O que o parlamentar ...
Leia Mais

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.