Primeiro foi a Gillete que rescindiu o contrato com o atacante brasileiro. Agora foi a vez da Mastercard informar que Neymar não vai puder estrelar o comercial da rede de cartões de crédito durante a Copa América de Futebol. São cifras milionárias que deixaram de engordar a conta do jogador.

A Nike, principal patrocinadora do jogador tem demonstrado preocupação com o desfecho do caso e aguardará a decisão judicial para saber se romper o contrato com Neymar.

Para piorar a situação do inferno astral que vive o camisa 10 da seleção brasileira, no jogo de ontem em Brasília contra o Catar ele deixou o estádio ainda no primeiro tempo com uma Entorse no pé direito, obrigando a CBF a retirá-lo do elenco durante toda a Copa América.

Tudo começou depois que a jovem Nájila Trindade Mendes denunciou Neymar por estupro que teria sido cometido em um hotel de Paris, além de agressões sofridas por ela.

Neymar reagiu e mostrou as conversas íntimas entre os dois e os nudes que a jovem mandava pra ele. Mas um crime que o jogador acumulou e deve responder a processos e ainda indenizar a vítima.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.