Uma ação da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que contou com o apoio da Polícia Militar e Polícia Civil do Maranhão, além da Guarda Municipal de Barra do Corda, interceptou, nesta quinta-feira (26), um veículo transportando 26kg de cocaína, sendo aproximadamente 10kg em cloridrato de cocaína e 16kg de pasta base, gerando um prejuízo de cerca de R$ 3,7 milhões ao narcotráfico. A ocorrência foi registrada em Barra do Corda/MA.

Foto Divulgação: PRF

Em fiscalização de rotina, uma equipe da PRF na Unidade Operacional de Barra do Corda, no km 292 da BR-226, deu ordem de parada a um automóvel Gol na cor branca. Inicialmente, o condutor sinalizou que ia obedecer a ordem de parada, mas resolveu empreender fuga. Os policiais iniciaram acompanhamento tático e solicitaram apoio da PMMA, PCMA e Guarda Municipal de Barra do Corda.

Com o trabalho em conjunto das forças de segurança, foi possível localizar o veículo e um dos envolvidos, o passageiro. O condutor segue sendo procurado. Diante do elevado nível de suspeita, os policiais procederam à fiscalização aprofundada no veículo e localizaram 26kg de cocaína escondidos em seu interior, sendo aproximadamente 10kg em cloridrato de cocaína e 16kg em pasta base.

Em apuração preliminar, foi constatado que o entorpecente estaria sendo transportado do estado de Mato Grosso até Teresina-PI, mas foi interceptado pela ação policial.

O cloridrato de cocaína é comumente chamado de “cocaína pura” no mercado ilícito. Já a pasta base é utilizada em seu estado ou para a obtenção de outras drogas como a merla, o crack e o próprio cloridrato de cocaína.

Com esta apreensão, a PRF ultrapassou em 2022 a marca de uma tonelada de cocaína apreendida no Maranhão, num prejuízo calculado em mais de R$ 120 milhões para o narcotráfico. O número é 4.384% maior que o registrado em todo o ano de 2021.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.