Além de agredir a filha, jovem empresário ainda partiu pra cima do coronel que reagiu e o matou

Amigas e parentes de Ingrid, filha do tenente coronel de reserva, Walber Guerreiro Pinheiro, informam que o jovem empresário e músico Davi Bugarin (foto abaixo), 26 anos, além de espancar a namorada ainda partiu pra bater no militar, dentro da casa dele, no Parque dos Nobres. O tenente coronel ainda não se apresentou à polícia e a filha dele não prestou depoimento.

Segundo uma prima de Ingrid, o jovem proprietário da Cidade Velha Pub, uma casa noturna no centro Histórico, chegou até a casa da namorada e houve discussão entre eles em razão dela ter ido passar o carnaval em outro estado.. Bugarin estava agredindo a namorada quando o militar reformado chegou em casa, reclamou e foi empurrado no peito, caindo no sofá. Dizem que ainda se atracaram

Walber sacou uma arma para em seguida disparar dois tiros contra o jovem. Ele ainda foi socorrido pela namorada e a mãe dela. Levado ao Socorro I, não resistiu a veio a óbito.

A filha do militar esteve no IML fazendo corpo de delito e quando foi prestar depoimento, desmaiou na delegacia, sendo levada para o hospital Centro Médico, onde permanece em estado de observação.

Amigos de Bugarin informaram, ao blog que a namorada tinha ciúmes possessivos pelo jovem e que constantemente eles se agrediam.

O tenente coronel chegou a ouvir comentários de que a filha era espancada, mas nunca presenciou as cenas até a noite de ontem. Desde ontem, tanto aqui no Blog quanto nas redes sociais dos oficiais, Walber tem recebido apoios e manifestação de solidariedade por parte dos militares.

“Ninguém sabe qual reação tomará um pai ao presenciar sua filha sendo espancada e ainda mais quando o agressor ainda parte pra cima de você”, disse um deles.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Ex-militar que espancava ex-esposas, caiu de socos e pontapés em vereadora do Maranhão

Na madrugada de ontem, segunda-feira, dia 12, o ex-militar do Exército brasileiro e candidato derrotado em várias eleições para vereador no município de Senador La Rocque, Adailton Barbosa Silva (foto abaixo com a vítima) agrediu fisicamente a vereadora Deusa após encerrar uma festa de carnaval beneficente naquela cidade. Antes, ele foi acusado de agredir verbalmente três outras vereadoras e espancava as três mulheres com as quais conviveu.

A vereadora, que é mãe solteira de dois filhos, sendo um de nove e outro de dez anos, se dirigiu até a delegacia de João Lisboa e depois Imperatriz, mas as duas estavam fechadas e não pode fazer o Boletim de Ocorrência.

A presidente da Câmara Municipal de Senador La Rocque se manifestou e exigiu providências (veja abaixo), mas o machão fugiu. A Promotoria da Mulher também entrou no caso e enviou a denúncia para a Delegacia de Imperatriz.

Na cidade não existe nenhum registro de que ele tenha entrado em briga contra outro homem, mas são vários os casos de espancamentos contra mulheres. Ele sempre alega que tem proteção das Forças Armadas e, por isso, nunca foi preso.

Na cidade não existe nenhum registro de que ele tenha entrado em briga contra outro homem, mas são vários os casos de espancamentos contra mulheres. Ele sempre alega que tem proteção das Forças Armadas e, por isso, nunca foi preso.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.

Procurador do município de Santa Luzia desfere pontapés no rosto de mulher

A mulher identificada por Thalita Gurgel foi vítima de agressão por parte do procurador  do município de Santa Luzia, o advogado Kassio Guilhom e da esposa dele, que também é advogada.

Segundo testemunhas informaram ao blog, Thalita estava jantando em um churrasquinho quando a esposa do procurador a agrediu. Ele também partiu para a agressão física, desferindo chutes no rosto da vítima, como mostra a foto acima.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.