Conforme destacou em entrevista à Rádio Mirante AM, na noite desta segunda-feira (19), o deputado estadual anunciou que, ainda hoje, entrará com uma ação criminal contra o prefeito do município de Cantanhede, Zé Martinho ‘Kabão’, na Procuradoria-Geral de Justiça (PGJ), após o caso de agressão do gestor contra proprietários de um terreno no município.

Deputado Yglésio Moyses

O anúncio foi reforçado durante uma reunião realizada no gabinete do parlamentar, que teve a participação das vítimas, Leandro Martins e Cleiton Martins, para discutir sobre as agressões sofridas, assim como movimentações jurídicas sobre o caso.

Além da representação para a instauração de um processo criminal, ainda na reunião, o deputado destacou que encaminhará denúncia ao Ministério Público para apurar eventuais ações de improbidade administrativa que podem ter sido cometidas pelo gestor público.

Em suas redes sociais, o deputado falou deu alguns detalhes sobre a movimentação jurídica em relação ao caso.

“A gente vai encaminhar a representação à Procuradoria Geral do Maranhão pra que seja processado criminalmente e vamos seguir acompanhando. Também vamos mandar ao Ministério Público as ações de improbidade a esse tema e outros temas do município para que o prefeito seja julgado”, destacou.

O caso

O caso das agressões ocorreu na tarde do último sábado (17), no município de Cantanhede, sendo veiculado nas redes sociais no dia seguinte. De acordo com as vítimas, a prefeitura municipal invadiu um terreno, cuja titularidade pertence a elas, as quais possuem toda a documentação regularizada do terreno, para fazer uma rua.

No local, em busca de um diálogo sobre o caso, as vítimas foram surpreendidas com agressividade por parte do prefeito Kabão e de seu assessor, Antônio Paiva (Furica), que os atacaram com golpes de madeira, deixando hematomas por todo o corpo dos irmãos Leandro Martins e do Cleiton Martins.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.