A guerra começou pelas redes sociais em tons homofóbicos. Site do Sampaio colocou a cor rosa no brasão no Papão do Norte. O site do Moto revidou e colocou a boneca Emília triste depois da derrota de ontem. 

O começo, por si só, já é reprovável. Mas a guerra ficou mais bruta e selvagem. Torcedores do Sampaio olharam um homem vestido com a camisa do Moto e partiram pra cima. Espancaram ferozmente o motense e se não fosse a intervenção de terceiros, algo mais grave aconteceria.

Então, já é hora dos dirigentes dos dois clubes se acertarem e levar a guerra somente nos gramados, durante as partidas, com belos lances e gols. A Polícia precisa chamar os responsáveis por torcidas organizadas para evitar brigas e mortes.

Confira abaixo a selvageria patrocinada ontem (sábado 09) por torcedores do Sampaio:

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.