Em outubro do ano passado, as imagens de Elísio agredindo a mãe chocoaram São Luís. Por isso, teve prisão preventiva decretada e ficou em uma cela isolado com receio da reação dos outros detentos.

Julgado pelas agressões contra a própria genitora, uma professora aposentada da UFMA, 84 anos e sofrendo de Mal de Alzheimer, ele foi condenado a 12 anos de prisão e a pagar R$ 2 milhões pelos maus tratos. Elísio usava ainda todo o dinheiro da pensão da mãe.

Obeso e sofrendo de diabetes, passou mal e foi levado ao Socorrão, onde não resistindo hoje, veio a óbito.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.