Com a vacinação ocorrendo em todo o país, a necessidade de fiscalização do processo tem sido levantada pelo deputado estadual Yglésio Moyses (PROS), após ter encontrado irregularidades no Centro de Vacinação de São Luís, no Multicenter Sebrae, durante fiscalização realizada pelo parlamentar na semana passada.

Nos últimos dias, o deputado também realizou fiscalizações em unidades de saúde do município de Paço do Lumiar, mas não encontrou, até então, qualquer irregularidade no sistema de saúde luminense.

Agora, como disse em entrevista ao jornalista Jorge Aragão, no programa Ponto Final, da Rádio Mirante AM, na sexta-feira (22), o deputado vai fiscalizar o processo de vacinação contra a covid-19 nos demais municípios da Grande Ilha: Raposa e São José de Ribamar.

“Cumprindo o nosso dever de fiscalização, vamos dar prosseguimento ao processo de fiscalização da vacinação nos municípios de Raposa e Ribamar. O objetivo disso, claro, é de garantir às pessoas que o medicamento está sendo utilizado da forma que diz o plano de vacinação, de modo que isso contribua para a imunização dos mais expostos e dos mais vulneráveis à doença”, disse o deputado.

Irregularidades em São Luís

Como destacado, o deputado encontrou indícios de que profissionais da saúde que não atuam na linha frente da covid-19 estavam tomando vacina antes de quem precisa, “furando fila”. O parlamentar já informou o Ministério Público sobre o caso para que sejam feitas as devidas investigações.

Em algumas capitais, a exemplo de Manaus, as autoridades já aplicaram sanções àqueles que cometerem esse tipo de irregularidade, como o não recebimento da segunda dose da doença. Em São Luís, as autoridades ainda não discutiram sobre a aplicação de qualquer sanção e espera-se que, com o posicionamento do deputado e a cobertura do caso pela imprensa, as autoridades deem início às investigações. “As autoridades precisam garantir o cumprimento do plano de vacinação!”, exclamou o parlamentar.

Acompanhe o Blog do Luis Cardoso também pelo Twitter™ e pelo Facebook.